Busca

Tag

Amor

Anjos existem

ANJOS EXISTEM

Eu acredito em anjos

Creio que estamos cercados por eles

Basta um pouquinho de atenção para notarmos

Não têm asas ou auréolas

Mas têm braços, abraços, sorrisos, ternura

São aqueles que nos estimulam com uma palavra

Nos acolhem com um sorriso

Nos aquecem num abraço

Nos amparam com toda leveza

Secam nossas lágrimas num toque de pureza

Nos aplaudem num verso

Nos corrigem no reverso

Dizem sim, dizem não, sem embromação

Nos amam num simples olhar

Anjos estão em todo lugar

Enviados para nossa proteção

Deixam saudades quando resolvem voar…

Somos também anjos para alguém

Nosso papel aqui é ser e fazer o bem…

Como Ele nos ensinou…

Alda M S Santos

Se ele bate em harmonia…

SE ELE BATE EM HARMONIA…

Aprender a ouvir o próprio coração

Tudo que de melhor possa haver fica ali

Está lá guardado, “batendo” todo o tempo

Como em código morse para decifrarmos

É através dele que Deus fala conosco

Através dele sabemos quando estamos no caminho certo

Se não dói, se está leve, se fica em harmonia com o outro

Se não há culpas, medos ou traumas

Se ao menos conseguimos ouvi-lo bater em paz

Está tudo na direção correta

É Deus dizendo para seguir em frente…

Alda M S Santos

Descartáveis

DESCARTÁVEIS

Num mundo onde prevalece a lei do menor esforço

Onde se opta pelo que dá menos trabalho

Os descartáveis estão em alta

Copos, pratos, papéis, objetos diversos

Usou, não precisa lavar, descarta-se, joga fora

Nessa mesma onda, nessa avalanche descartável

Estão sentimentos, emoções, pessoas, relações

Se exige um pouco mais de atenção

Se cobra reflexão, valorização, tempo, reciprocidade

Ah, dá muito trabalho!

Deixa pra lá, passa a vez…

A fila anda!

Amizades, famílias, dons, aptidões, fé

Joga-se fora lares e o que tem dentro dele

Joga-se fora familiares

Reutilizar, renovar, para quê?

Joga fora e compra-se um novo

Pega, toma ou empresta de alguém!

Tudo que exige atenção, dedicação, cuidado diário

É perda de tempo…

E vamos nos enchendo de lixos descartáveis

Entupidos, pesados, cansados, doentes…

Mais vale uma taça de cristal que se lava a cada uso

Um amor que se irriga e se renova todo dia a cada beijo

Que a troca desenfreada para obter algo novo

Tudo de bom nesse mundo é o que nos empenhamos para ser duradouro

Para se eternizar em nós…

Alda M S Santos

Amor

AMOR

Amor é assim, vai, multiplica-se

Volta redobrado…

Amor que cura, que se cura

Que é luz lá e cá

Amor que é Páscoa

Amor que é vida nova!

#carinhologos

Páscoa no Lar Santa Zita

Ninguém te ama como eu

NINGUÉM TE AMA COMO EU

Amo você assim do jeitinho que és

Coração bondoso, estopim curto, acelerado, mas paciente

Sorriso tão fácil quanto as lágrimas

Energia a mil, dificuldade de dizer NÃO

Esforço grande para não melindrar pessoas

Amo você assim do jeitinho que és

Tão falante e tão introspectiva, ao mesmo tempo

Sua capacidade de doação, de perdão

De compreensão das falhas alheias mais que das próprias

Sua necessidade de amor, sua fragilidade

Que tantas vezes não percebe como força

Amo você assim do jeitinho que és

Falhas, erros, persistência na caminhada

A sabedoria em usar o que conseguiu conquistar

A revolta quando tiro seu “doce” para evitar que adoeça

Ou a tristeza por perder aquilo que afasto de você por proteção

Amo você assim do jeitinho que és

Ego meio problemático, emoções conflituosas

Mas isso não me impede de querer que você cresça

Que seja melhor a cada dia

Que te puxe as orelhas e te oriente

Para que possas ser o sol e as estrelas

Para si mesma e para os outros

Ninguém te ama como Eu, assim do jeitinho que és

Do jeitinho que Eu te criei

Amo você e Sempre Estarei Contigo

Para o que sempre precisar…

A mais linda declaração de amor que poderia ouvir

E veio num lindo sonho…

Alda M S Santos

Choro por nós

CHORO POR NÓS

Eu choro por todos nós

Choro pela humanidade que se desumaniza

Que promove mais discórdia que concórdia

Que destrói o meio em que vive

Que transforma vida em morte

Eu choro por todos nós

Choro por pessoas que sofrem

Por pessoas que nada fazem para amenizar o sofrimento alheio

Que se acreditam superiores

Eu choro por todos nós

Choro pela humanidade que tanto tem

Que ignora o que falta ao semelhante

Mas que prefere reclamar

Opta por brigar pelo que não tem

Escolhe invejar o que é do outro

Eu choro por todos nós

Choro pela humanidade tão manipulada

Que, por opção, ignorância ou alheamento,

Escolhe o ódio pensando buscar o amor

Eu choro por todos nós

Choro por toda humanidade

Particularmente por quem tem o poder de fazer a diferença para o bem

E escolhe danificar a vida de tantos

Ou mesmo de um alguém

Eu choro…

Chorando, vou buscando um caminho diferente…

Alda M S Santos

#carinhologos

Com vocês

COM VOCÊS

Desde que a gente esteja junto

Podemos ir para qualquer lugar

Não há fera que possamos temer

Enfrentamos dragões e a fúria do mar

Nenhuma ferida irá, por muito tempo, nos fazer sofrer…

Desde que a gente esteja junto

É belo e pacífico o escuro da noite sem luar

Certos que um abraço gostoso irá nos aquecer

E trará sempre um sorriso para nos acalmar

Somos diversão, trabalho, oração, prazer…

Desde que a gente esteja junto

Nenhum trabalho ou carga irá nos abater

Somos um time escalado por Ele para vencer

Somos presentes, pedimos responsabilidade, cuidado e proteção

Do início ao fim, juntos,

Somos uma família, uma equipe do coração…

Alda M S Santos

Fazendo a diferença

FAZENDO A DIFERENÇA

Fazer a diferença na vida de alguém

Levar a paz, a alegria, o bem

Sonhos de todos nós ao amanhecer

Ao ver o sol despontando no horizonte

E fazer uma oração a Ele

Usar aquilo que temos de bom

Material, sim, mas principalmente emocional

Para tornar a vida de alguém melhor

Ser a palavra de afeto que alguém carece

O abraço que ampara na fragilidade

A liga que une pessoas, que harmoniza famílias

O sorriso que perdoa e acolhe os necessitados

Fora de nossas casas, mas especialmente dentro delas

Fazer a diferença na vida de quem vive conosco

Cônjuge, filhos, pais, irmãos, familiares

Eles não estão nas nossas vidas por acaso

São presentes que Deus nos enviou

Para que possamos neles tocar e fazer a diferença

Sermos por eles tocados e ser melhores a cada dia

Fazer a diferença no mundo começa em nossos lares

Fazendo a diferença em nossa família!

Alda M S Santos

Seja sorriso

SEJA SORRISO

Tímido, contido, amarelado ou disfarçado

Aberto, rasgado, gargalhado ou meio acabrunhado

Sempre iluminado!

Dê à vida seu melhor sorriso

É mais difícil magoar quem sorri

É mais difícil desnudar quem se veste de sorriso

É mais difícil derrubar quem carrega a leveza de um sorriso

É mais difícil humilhar quem traz a força de saber sorrir

É mais difícil enganar quem faz do sorriso sua verdade

É mais difícil apagar o brilho de quem traz um sorriso nos olhos

É mais fácil confiar em quem traz a alma expressa no sorrir

Até as lágrimas cessam nos olhos de quem sorri

É impossível não sorrir

Para aquele que nos presenteia com um lindo sorriso

Seja vida, seja um vencedor, seja amor

Seja verdade, seja sorriso!

Alda M S Santos

Não foi

NÃO FOI

Não pode dizer que foi barco

Aquele que só ficou atracado no porto

Não pode dizer que foi pássaro

Aquele que viu a vida por trás das grades da gaiola

Não pode dizer que foi borboleta

Aquela que não saiu do casulo

Não pode dizer que foi gente

Aquele que ficou no porto, não voou, não saiu do casulo…

Não foi humano aquele que não soube ser terno

Aquele que mais destruiu que construiu

Que mais invejou que conquistou

Que não soube ser fraterno

Não soube ser amor…

Alda M S Santos

Linda aura

LINDA AURA

Linda, sorridente, costureira, bordadeira

Lindaura: LINDA AURA

Sempre mexendo, parecia uma formiguinha

Vaidosa, amava se enfeitar de cores e flores

Música, dança, abraços, carinhos e mimos

Ela nos fazia felizes, nos tornava especiais para si

De tudo participava, sempre animada, ignorava limitações

Que vamos fazer hoje? -perguntava

Já passando mal foi para junto de todos nós neste sábado

Um sábado de colorir, um sábado colorido

Um sábado para se despedir…

Que de repente perdeu as cores

Um olhar muito meigo e profundo

Um olhar que sorria…

E que hoje nos desperta lágrimas de saudade

Abracei, beijei, conversei, fiz carinho

Demos o que sabíamos dar: amor, atenção, tempo

Nos despedimos sem querer, sem saber…

Agora foi enfeitar o céu com seu largo sorriso

E seus laços e tiaras coloridas, seu olhar brilhante

Aqui ficamos tristes, mas com a sensação que fizemos sua vida mais colorida

Vá em paz, Lindaura, com sua linda aura, missão cumprida!

Dê aquele seu lindo sorriso e abraço gostoso para Ele em nosso nome

O tempo que pudemos desfrutar de sua companhia foi maravilhoso

Amamos você!

Sentiremos imensas saudades…

Alda M S Santos

Isso é amor

ISSO É AMOR

Os teus passos eu acompanho

Perto ou longe sempre está comigo

Suas vitórias me alegram, me orgulham

Quando acerta eu aplaudo

Quando erra, sofro, oriento

Quando cai, te estendo a mão

Quando se machuca, eu choro

O que te fere, me fere

Se dói em você, dói em mim

O que te engrandece, me engrandece

Se você se perde, te aponto o caminho

Mas quando é você que me fere, magoa

Sou eu que me sinto perdida, sem rumo

Pois, ao me afastar de ti, quebra-se a reciprocidade

E preciso buscar outro caminho até você

Isso é amor, todo tipo de amor!

Assim amamos em Ágape, Philia, Eros, Storge

Assim amo vocês!

Alda M S Santos

Somos de Deus?

SOMOS DE DEUS?

João, Maria, José, quem é de Deus?

Somos de Deus por pertencer à religião A, B ou C?

Por frequentarmos templos de pedra regularmente?

Deixamos de sê-lo quando não somos adeptos de nenhuma religião?

De Deus somos quando agimos pelo bem, sem ferir ninguém!

Ou ao menos termos sempre esse propósito

De agir sempre em favor do outro, evitando abusos de todo tipo

Tanto mal se tem feito em “nome de Deus”

Ou se escondendo atrás Dele

Ou abusando da confiança e fragilidade dos fiéis

Ou passando-se por amigo que entra e leva o que o outro tem de mais precioso

Tanta “guerra santa” que Ele desconhece, não avaliza

Santo só teve um por aqui

E, quando voltar, certamente não irá a templos e igrejas

Ele irá às almas e corações em sintonia e afinidade com o SEU

Os bons e fiéis corações, mesmo falhos, às vezes, esses são de Deus!

Alda M S Santos

Teimosia

TEIMOSIA

Uma vida de teimosias, de bater de pé, de insistências

Um joelho esfolado que cicatriza

Um braço fraturado que se cola

Um coração partido que não se emenda

Teimosias…

Uma lágrima que escorre junto a um sorriso que ilumina

Tal qual arco-íris pós tempestade

Um corpo alquebrado que se refresca num rio caudaloso

Que se renova num abraço carinhoso

Teimosias…

Uma mente conturbada em curto-circuito

Uma alma repleta e, paradoxalmente, ainda cheia de espaço

Um ser humano pensado e criado para não desistir

Quando tudo parecer ruir

Teimosias…

Amor: a maior teimosia do mundo

Mas a única capaz de ainda garantir o viver…

Alda M S Santos

Muitas moradas

MUITAS MORADAS

“Há muitas moradas na casa de Meu Pai”

Nossos corações são uma casa de muitas moradas

Neles cabem os mais diversos moradores

Em diferentes graus de necessidade e profundidade

Em diversos níveis e capacidade de ensinamento e aprendizado

Nem sempre sabemos ou conseguimos controlar quem chega e quem se vai

Apenas tentamos organizá-los melhor, mais confortavelmente

Distribuindo melhor cada espaço

Evitando que alguns tomem posse de tudo

Estamos aprendendo a lidar com nossos inquilinos e proprietários

Aceitando tranquilamente os donos cativos por usucapião

E enfrentando as dores do eterno entra e sai

Apenas Ele sabe lidar bem com Seus moradores

Há perfeição, sabedoria e amor bastantes

Talvez um dia a gente aprenda melhor a morar e ser boa morada…

Alda M S Santos

Quimeras

QUIMERAS

Quiséramos ter estendido mais nossa infância

Ter congelado amigos dentro da gente

Do jeitinho que eram

Para nunca mais deixá-los partir

Quimeras…

Quiséramos ter curtido mais nossa adolescência

Sem tantos desejos de crescer

De ser independente, de acelerar o tempo

Apenas abraçar nossos “amigos para sempre”

Sermos apenas jovens desabrochando

Quimeras…

Quiséramos ter nos dedicado mais a nossos amores

Atendido mais nossos familiares

Prolongado sorrisos e abraços

Ter feito mais amor com a vida

Podido ser mais que simples adultos preocupados

Tendo sido mais leves em brancas e suaves nuvens de paz

Quimeras…

Quiséramos ter sido mais nós mesmos

Atendido mais nossas próprias vontades

Sem invadir as vontades e espaços dos outros

Cuidado melhor do que realmente importa

Sem contudo sermos egoístas,

Porque, afinal, sem desconsiderar tudo que conquistamos

E que faz parte de nós também

O que temos de real e verdadeiro, sempre

Somos nós mesmos…

Quimeras…

Meras quimeras…

Mas quiséramos…

Alda M S Santos

Qual sua arma?

QUAL SUA ARMA?

Todos temos armas. Todos!

E as usamos diariamente, conscientemente ou não

Algumas mais poderosas e certeiras que outras

Certamente com objetivos diferentes

Mas sempre visam atingir ou “matar“ algo ou alguém

Eu uso a poesia, as palavras

O sorriso, a literatura, os livros

Uso um abraço, um carinho, uma mão estendida, o amor

Quero matar a tristeza, a desilusão, a ignorância, o desamor

Em mim e nos outros…

Já tive arma de fogo apontada pra cabeça

Quase matou meu desejo de viver

Quase levou embora minha fé e confiança na humanidade

Quase…

Ainda me atormenta, mas não tem mais tanto poder sobre mim

Tenho muitos “livros” e amor na mente, na memória, na alma

E o que me faz seguir caminhando são eles

Minhas armas: amor e conhecimento

Um livro pode não salvar a minha vida

Mas pode ajudar a salvar uma humanidade inteira

Conhecimento e amor blindam o ser humano,

São impeditivos e incompatíveis com arma de fogo

Minha maior arma é a poesia

Uma poesia recheada de amor e fé

Eu a disparo todos os dias, todo o tempo

Espero atingir todos vocês!

Qual sua arma?

Alda M S Santos

Curas homeopáticas

CURAS HOMEOPÁTICAS

A natureza tem poderes curativos

Não apenas os que vêm das plantas medicinais, que brotam do chão

Natureza tem poderes curativos da emoção

Aqueles que trazem paz, acalmam o coração

Em doses homeopáticas e constantes

Atingem pontos importantes na alma

Via tato, visão, olfato, paladar, audição

Paulatinamente despertando a nossa reação

Nos salvam até de nós mesmos

Quando não enxergamos mais saída

E nos tornamos nós mesmos nossos maiores adversários…

Natureza desperta em nós o que é essencial

E que, por vezes, fica escondido em meio a tanta coisa artificial…

Alda M S Santos

Heroínas

HEROÍNAS

Em tempos de mundo do avesso

Muitos podem ser os pequenos grandes feitos

E são heroínas todas aquelas que conservam seu lado “direito”

Que, a despeito de todo avesso e adversidade,

Ventos contrários, covardias de todo tipo

Abandono, tsunamis, raios e trovões

Mantêm-se de pé, firmes tal qual árvore frondosa

E sustentam sua prole, sua família, sua vida

Financeira, moral e amorosamente

Sem jogar a toalha, sem lamúrias

E sem perder a própria essência

Somos nossas próprias heroínas!

Alda M S Santos

Gerenciando emoções

GERENCIANDO EMOÇÕES
Controlar o que sai, manter reservas
Repor gastos, ficar sempre no azul
Manter a balança financeira positiva
Equilibrando ônus e bônus
Isso é gerenciar bem a vida econômica
Mais importante que isso
É saber gerenciar nossas emoções
Não depositar em nós qualquer “valor”
Escolher bem nossas prioridades de retiradas
Ser seletivo com emoções que causem grandes déficits
A curto ou longo prazo
Aquelas que oneram nosso corpo e mente
Dar prioridade para emoções boas
Que preencham bem nossos vazios
Que nossos sorrisos ou lágrimas de giro sejam especiais
Que não causem danos aos outros
Que gerem lucros e dividendos
E não nos levem a abrir falência emocional
Que nosso gerenciamento das emoções seja tão bom
Que mantenha nossa alma sempre ativa
Sujeita sempre a bons investimentos
Isso é ser um bom gerente de si mesmo
Esse diploma buscamos todos…

Alda M S Santos

Todos precisamos de um amor assim…

TODOS PRECISAMOS DE UM AMOR ASSIM…

Era já velhinho, bem vivido, amigo, indispensável

Mesmo que todos dissessem que não era mais muito útil

Era sempre aquela presença agradável

Isso que importava…

Ele a salvava nos momentos mais solitários e tristes

Sentia o que ela sentia, dor ou alegria

Tão fiel e grande companheiro de todas as horas

Era tudo que um amigo precisa ser…

Soube calcular certinho o tempo que tinha ainda por aqui

Não foi embora enquanto não a deixou mais forte e segura

E só quando chegou um “substituto”

Um novo amigo fiel e protetor

Ele a deixou e voltou para casa, seguiu seu destino

Mesmo sabendo que seu lugar nunca seria preenchido

Muitos outros poderiam chegar

Mas seu lugar seria seu, somente seu para sempre

Amizade que nunca abandona

Ainda que vá embora

Fica para sempre marcada no coração

Daqueles que se encontraram, conviveram e se amaram

Todos precisamos de uma amizade ou amor assim…

Alda M S Santos

Toque de amor

TOQUE DE AMOR

Uma geme na cama, dormindo ou acordada

A outra, de frente para o corredor, sempre observa quem se aproxima

A primeira tem feridas nas pernas, artroses múltiplas

A outra, após AVC, não fala mais, não é alfabetizada

Comunica-se com gestos e com o olhar

Há ainda outra que canta e gosta de dançar, apesar das limitações

Todas moram num lar para idosos

São bem cuidadas, medicadas, alimentadas

Uma agradece baixinho, reduzindo os gemidos,

O abraço, o beijo, o carinho que recebe

A outra fala de amor com os olhos

Recebe e retribui os abraços

Devolve os carinhos no rosto delicadamente

Todos lá não só gostam do toque, do carinho, da atenção

Mas precisam dele para viver

Só notamos verdadeiramente a falta que o calor humano faz

Quando nos defrontamos com quem mais carece dele …

O toque carinhoso de outra pessoa

É o que nos faz sentir humanos, vivos…

Alda M S Santos

#carinhologos

Até a vida anoitecer…

ATÉ A VIDA ANOITECER…

Há quem nos sugue

O vigor, a energia, a força

Há quem nos abasteça

De coragem, esperança e fé

Há quem nos dê, há quem nos tire

Há quem nos leve de nós mesmos

Há quem nos ajude a nos encontrar

Há quem fique, há quem se vá

Mas o que quer que façam conosco

Só o fazem com nosso aval

Assim dizem os sábios mais evoluídos

Que se mantêm intactos dentro de si mesmos

Meros mortais seguem a sugar e a abastecer

A serem sugados e abastecidos

Até a vida anoitecer…

Alda M S Santos

Se quebrar…

SE QUEBRAR…

E se quebrar?

Se quebrar, pode até se lamentar

Mas logo pegue, cole, conserte, refaça

Jogue fora o que puder ferir

Substitua o que não servir mais

Recupere o que é essencial

Retire devagar e com carinho o que estiver inteiro

A essência sempre permanece intacta

O dano pode estar apenas na superfície, no invólucro

O conteúdo profundo é blindado pelo amor

Não importa o tempo de existência

Mesmo que pareça quebrado

O que é profundo e verdadeiro atravessa décadas

E permanece guardado misturado às areias do tempo

Protegido nas perfumadas gavetas secretas de nossa alma

Registrado tal qual marca de ferro quente na pele

Quebrou? E daí?

Aproveite a oportunidade para renovar o viver…

Alda M S Santos

Devaneios

DEVANEIOS

Vou escrever uma história

Daquelas bem bonitas

Real ou imaginária

Talvez mesclada, realizada e sonhada

E colocar numa garrafa de vidro

Enrolada tal qual pergaminho

Exalando um pouco de perfume suave

Um beijo de batom rosa

Umas lágrimas desobedientes

Muitos sorrisos de satisfação e amor

Colocar uma rolha fechando a vácuo

E lançar no oceano…

Quem sabe um dia, décadas à frente, alguém a encontre

A esfregue para retirar marcas do tempo

E, tal qual gênio da lâmpada de Aladim

De lá de dentro a história se materialize novamente

Rica em detalhes e melhor vivida

Ou que apenas deixe para a posteridade

O registro de uma história de vida bonita

Espero que seja a nossa…

Alda M S Santos

Eu acredito

EU ACREDITO

Eu acredito num amanhã colorido e brilhante

Mesmo que o hoje esteja cinzento e fosco

Eu acredito no poder apaziguador de um sorriso

Mesmo que ele esteja embaçado pelas lágrimas da guerra

Eu acredito na capacidade de aprendizado e renovação

Mesmo que as lições sejam duras e cortem fundo

Eu acredito no milagre curativo de um abraço, de um colo

Mesmo que o individualismo tente se impor como a nova lei

Eu acredito no poder da união, da família, da compaixão

Mesmo que os laços tantas vezes pareçam nós

Eu acredito num mundo novo de amor e paz

Mesmo que ele traga consigo, marcado a ferro, as cicatrizes do sobrevivente

Porque quem sou eu para perder as esperanças

Se somos feitos “a sua imagem e semelhança”

E Ele ainda crê em nós?

“A esperança é o sonho das pessoas acordadas”, disse Aristóteles

E ainda estou acordada

Acredito e sonho…

Alda M S Santos- Serra da Moeda MG

Nos caminhos da vida

NOS CAMINHOS DA VIDA

Somos gratos quando alguém caminha conosco

É bom ter mãos entrelaçadas, desejos comuns

Mesmo que nem sempre o outro esteja todo o tempo conosco

Mas que, de onde estiver, esteja a nos dar a mão

O apoio, a confiança, a proteção

As pegadas podem não estar impressas ao nosso lado

Mas as sentimos marcadas em nós como digitais

Não como fiscais ou cerceadores da liberdade

Mas como segurança, porto seguro, refúgio

É bom poder estar acompanhados nessa marcha

Por alguém que se faça tão presente em nós

Que mesmo quando ali não estiver

Seja notado por todos

Mas, principalmente, sentido por nós

Qualquer caminho torna-se prazeroso

Se temos conosco bons caminhantes…

Alda M S Santos

Deixe-se seduzir

DEIXE-SE SEDUZIR

Ela vem cheia de charme

Luz, brilho, cantos e encantos

Sedutora, tira você para dançar

Gira pelo salão, pelas ruas, na contramão

Sobe e desce, oferece flores, perfumes e delicadezas

Faz que vai, volta, te abraça

Você a segue no sol ou na chuva

Dia ou noite, cedo ou tarde

Anda sobre águas, mergulha, vai longe

Você quer fugir, às vezes, quer desistir, tem medo

Mas ela não deixa você se abater

Habilidosa, sabe de seu valor, sua supremacia

É soberana, poderosa, instintiva

E usa de todos os artifícios para manter sua atenção e desejo

Quer venha nua ou coberta de riquezas

Ela te vence, te embriaga, te encanta, te seduz

E você se entrega…

Ela é a vida, que nunca desiste de você

Não desista dela

Deixe-se seduzir…

Alda M S Santos

Porteira fechada

PORTEIRA FECHADA

A vida nos é dada de porteira fechada

Como propriedades negociadas com tudo que carregam porteira para dentro

Recebemos ao nascer um pacote pronto, sem escolhas

Mas não precisa ser assim para sempre

Aos poucos vamos “negociando” o que ela nos deu

Fazendo trocas, descartes, novas aquisições

Vamos fazendo valer nossas escolhas, desejos

Descobrindo o que nossa “terra” produz melhor

Ou aquilo que ela não é boa em cultivar

Adubando o que cresce, enriquece, matando pragas

E dando a essa “propriedade” chamada vida

Que é só nossa, querendo ou não

A nossa cara, nossas características

Tudo que temos ou somos é resultado de nosso trabalho

Na propriedade que recebemos a princípio

Há alguns anos ou décadas…

A porteira veio fechada

Abri-la e fazê-la crescer cabe a cada um de nós…

Alda M S Santos

Mudanças

MUDANÇAS

Mudar causa medo, insegurança

Expectativa, dores, desalento, esperança…

Mas não mudar pode ser muito pior

Quando tudo a nossa volta muda

Permanecer estático e agarrado ao passado

É deixar a derrota chegar sem lutar

Ninguém vive totalmente no presente

Dizem que vivemos 40% apenas no presente

O restante ficamos entre a saudade do passado e expectativas do futuro

E buscar esse equilíbrio é que é saudável

Mas nem sempre é fácil

Uns crescem, se vão, se viram sozinhos

Outros não mais precisam de nós ou nunca precisaram

Precisamos reaprender a viver dia a dia

A lidar com (des)amor,(in)gratidão, (in)felicidade

Concentrando um pouco mais em nós mesmos

Pois até pra seguir em frente e ajudar

Precisamos estar bem…

Alda M S Santos

Isso é se eternizar…

ISSO É SE ETERNIZAR…

Pode ser que um dia nosso nome esteja gravado por aí

Pode ser que esteja escrito noutros lugares

Além da pedra de nossa lápide

Pode estar gravado nos documentos de filhos e netos

Nas escrituras de imóveis, nos registros de bens diversos

Pode estar gravado em letras garrafais e douradas

Dando nome a uma empresa importante

Ou a uma rua, escola, viaduto ou teatro

Pode estar impresso nos diários da vida de alguém

Na capa de um livro, na porta de uma sala ou consultório

Mas se não estiver gravado feito tatuagem nos corações daqueles que ficaram

Que fizeram parte de nossas vidas

Que amamos, que nos amaram

Marcado como digital firmada dia a dia nas delicadezas

Nenhuma gravação em letras douradas terá valia

E nossa passagem por aqui estará apagada para sempre

Pode ser que eu esteja gravada em vocês

Com as letras suaves da doçura e do amor

E vocês certamente estarão gravados em mim

E seremos eternos a cada vez que a lembrança de nosso nome

De nosso sorriso, abraço ou carinho

Fizer pulsar mais forte um coração

Isso é se eternizar…

Alda M S Santos

Seres especiais

SERES ESPECIAIS

Queremos ser especiais

Especiais para alguém, especiais para Deus

Especiais para nós mesmos

Que isso seja uma bênção e não um peso

Queremos ter alguém especial

Que goste dessa condição de ser especial para nós

Que sinta-se confortável sendo nossa prioridade

E que possa haver reciprocidade

Isso é inerente ao ser humano

Não é egoísmo ou egocentrismo

É apenas a necessidade humana de valorização, de amor

É o equilíbrio da razão e emoção

É pré-requisito da felicidade

Queremos ser especiais!

Alda M S Santos

Fronteiras

FRONTEIRAS

Do lado de lá ou do lado de cá

Uma linha invisível a separar

Fronteiras a nos impor limites

A nos deixar de lados diferentes do front

Tal qual a linha no horizonte

A dividir o que é céu e o que é mar

Do lado de lá ou do lado de cá

Aquele traço suave quase apagado a separar

O amarelo fosco do entardecer e o cinza chumbo do anoitecer

As águas doces de um rio que se encontram com o sal do mar

A terra seca da chuva prata que a inunda

Do lado de lá ou do lado de cá

Nem sempre enxergamos a linha tênue a separar

O que é efêmero do que é eterno

O que é certo do que parece certo

O que é bom do que é ruim

O que é verdade ou o que é saudade

O que é nosso do que pensamos que fosse

O que é amor do que são só palavras

Do lado de lá ou do lado de cá

A fronteira a dividir esse front

Não é enxergada nem na luz nem na escuridão

Mas é sentida a cada passo

Em cada grito ou silêncio de dor ou alegria

Em cada pegada deixada nas areias dessa estrada chamada vida…

Alda M S Santos

Perseverança

PERSEVERANÇA

É preciso perseverar!

Férias não duram para sempre

Festas têm fim, lazer tem prazo determinado

Paz e tranquilidade não são eternas

Mas podem oscilar menos dentro de nós

Para manter algo de bom

Conquistado em momentos ímpares

É preciso perseverar!

Saber usar a bateria que foi recarregada

A emoção que foi bem trabalhada

A alma que se abasteceu transbordando encantos e cuidados

É preciso perseverar!

Se quisermos manter a cor e o tom do verão

O dourado bonito da pele que atinge a alma e faz brilhar o sorriso

A leveza, a tranquilidade e doçura de uma brisa marinha

Ou vivermos para sempre em lua de mel com a vida

É preciso perseverar!

Enfrentar com energia e paciência os outonos e invernos

Curtir também o que de bom podem oferecer

Não se pode desesperar

É preciso perseverar!

Alda M S Santos

(A)mar cura toda amargura

(A)MAR CURA TODA AMARGURA

A ciência comprova que praia cura muitos males

Inúmeros!

O sorriso no rosto corrobora a ciência

Pelo simples fato de estar ali, independente de toda a química envolvida

Banhar-se naquelas águas salgadas

Sentir o sol, a brisa, a areia, a maresia é rejuvenescedor…

Mas cura mesmo é porque deixa a mente menos carregada

O coração mais leve, mais cheio de saudade boa

A vida mais suave…

Dizem que é de graça

Não é bem assim!

Chegar até ele e se manter ali tem um preço

Mas vale a pena ser pago…

Saber se livrar do negativo exige uma certa habilidade

Para conectar-nos com nossa mais rica natureza

Venham todos!

Há mar!

Amar cura todo o tipo de amargura!

Alda M S Santos

Procuramos

PROCURAMOS

Somos um entre bilhões, um a mais na multidão

Aqueles que tentam ver, serem vistos ou passarem despercebidos

Num ir e vir frenético, procuramos…

Por um alguém especial, alguém a nós destinado,

Ainda não encontrado, apenas imaginado

Ou já encontrado, não valorizado, perdido…

Procuramos por um rosto específico, um jeito de andar

Um modo distraído, concentrado ou estabanado de ser

Aqueles cabelos rebeldes, vestes despojadas

E aquele sorriso, aquele olhar,

Únicos no mundo, brilho especial, alvo certeiro…

Esses é que darão a conexão ímpar: de almas

Procuramos…

Mas são tantas as almas!

Onde estará aquela especial?

Trombará conosco na rua, derrubará nossos livros no metrô

Comerá nossa pipoca ou enxugará nossas lágrimas no cinema

Molhará conosco numa chuva de verão numa praia lotada

Dançará conosco numa festa, daremos uma carona amiga

Ou simplesmente chegará dizendo “oi, desculpe pelo atraso”?

Andamos, observamos

Olhamos bem os detalhes

Uns encontram, guardam com carinho, grudam para sempre

E os outros continuam

Procurando…

Alda M S Santos

Misturados

MISTURADOS

A capacidade de misturar

Pernas, pés, braços, corpos, ideias, corações

E manter-se individual, separado

A habilidade de caminhar junto

Ainda que por caminhos diferentes

E se encontrar no mesmo ponto

O jeitinho especial de ser duo

Sem perder a unidade

A perícia de estar dentro, mesmo estando longe

O prazer de voar juntos

Cada qual com suas asas

A satisfação de escolher a quais elos quer estar atado

Sem perder os próprios movimentos

Sem mudar a própria essência, sem ferir a alma

Potencializando a habilidade e a coragem de voar

Preservando a liberdade de viver e amar…

Alda M S Santos

Sorrindo vai chorar

SORRINDO VAI CHORAR

“Um dia a areia branca seus pés irão tocar”

Te farão lembrar que nem tudo na vida é dureza

Que a alegria pode estar em apenas poder caminhar

Numa areia macia, refrescante

Sentir o vento nos cabelos, a brisa que arrepia a pele

Que desperta boas sensações

“E vai molhar seus cabelos a água azul do mar”

Você irá correr feito criança sapeca

Chutar água, mergulhar, saltar ondas

Irá lavar-se de toda negatividade

Purificar a alma, guardar apenas o que é bom

Buscar um abraço que acalenta, que arrepia

“E ao se sentir em casa sorrindo vai chorar”

E vai querer ficar…

Alda M S Santos

 

Vestidos de amor

VESTIDOS DE AMOR
Não importa se usaremos branco
Amarelo, vermelho ou rosa
Se pularemos sete ondas, se comeremos lentilhas
Ou o que guardaremos na carteira
Nada disso nos trará amor, paixão, sorte, dinheiro ou paz…
Devemos nos vestir de amor, bondade, esperança
E ir à luta, se quisermos um ano novo melhor!
Vista o que quiser, coma o que lhe aprouver ou tiver
Dê as mãos a quem sempre te acompanha
Estenda-as a quem precisa de apoio
E, se possível, não guarde muita coisa na carteira
Opte por encher o coração, a alma de levezas
Partilhe, faça feliz, seja feliz…
Feliz 2019!
Alda M S Santos

Entrelaces

ENTRELACES

Há muitos entrelaces de pernas

E poucos entrelaces de sonhos, de ideias

Não basta entrelaçar as pernas

Se o coração seguir solitário

Não basta entrelaçar os braços num abraço

Os corpos num encaixe perfeito

Se a alma não estiver junto, se ela não souber se alegrar com isso

Não basta o dar-se as mãos, os pés caminhando em paralelas

Se o caminhar das ideias seguir por caminhos diversos, controversos

Unam as mãos, as pernas, os braços, os corpos

Sintonizem os corações e as almas na mesma estação

E façam o melhor amor, o amor simples, quase perfeito

Aquele que atinge todas as esferas do nosso ser

E nos deixa em paz, sem agitos, sem sustos, medos, culpas ou atropelos

O mais natural possível, noutra dimensão…

Alda M S Santos

É possível?

É POSSÍVEL?

Para mudar algo, fazer diferente

Alcançar objetivos, bater metas

Melhorar, crescer, evoluir

Vencer, não ao outro, mas nossas próprias batalhas

Transformar divergências em convergências

Alguns princípios básicos devem ser obedecidos

Novas estratégias se impõem:

Aumentamos a intensidade da luta

Mudamos as armas ou as táticas

Ou trocamos os objetivos…

Só assim é possível um resultado diferente

Em qualquer esfera da vida

Que a sabedoria e o amor estejam presentes…

Alda M S Santos

Enquanto houver amor

ENQUANTO HOUVER AMOR

Enquanto houver um ser humano que se preocupa com o outro

Que cuida, que orienta, que alimenta

Não só o corpo, mas que nutre a alma

De pequenas gentilezas, daquele carinho sutil

Daquele interesse que demonstra bem-querer

Daquele olhar que entende o que se esconde atrás de um sorriso

Ou de um “tudo bem” de quem não está nada bem

Que aceita as diferenças do outro

Que ama exatamente as diferenças

Que abraça, sorri, chora junto

Mas principalmente, está junto

Aconteça o que acontecer…

Assim será Natal sempre!

Natal é isso: amor-família, amor-cuidado

Amor-simplicidade, amor que é prioridade

Amor-solidário, amor-fraterno

Em qualquer família que façamos parte

Para qualquer ser que aceitemos como família

Estaremos exercendo o amor do Pai

Aquele que Ele quer de nós

Todos os 365 dias do ano…

Gratidão sempre!

Alda M S Santos

Ele me ama…

ELE ME AMA

Ele me ama, eu sei, eu sinto…

Ele me aceita como sou

Com minhas fragilidades, meus defeitos, minhas limitações

Mas nem por isso impede meu crescimento

Quer me ajudar a evoluir, a ser melhor

Ele me ajuda a ser mais eu, me ampara

Ele me corrige, me guia, sem me humilhar

Não me assusta, não me amedronta, posso sempre confiar

Ele me ama, eu sei, eu sinto…

Ele me ajuda a levantar quando caio, me dá colo, me abraça

Nunca me deixa perder as esperanças

Ele enxuga minhas lágrimas, faz brilhar meu sorriso

Se alegra com minhas amizades e conquistas

Ele me ama, eu sei, eu sinto…

Ele me protege mesmo quando não percebo

De longe ou de perto, sinto sua mão, seu amor

Ai de mim se não pudesse contar com amor tão grande

Que nunca desiste dessa “‘menina sapeca”

Que dá a ela inúmeras chances e oportunidades

Só posso ser grata

E aprender a amar a todos assim…

Eu te amo, meu Deus!

Alda M S Santos

Amigos e inimigos: conquistas

AMIGOS E INIMIGOS: CONQUISTAS

Todo cuidado é pouco para não deixarmos inimizades ao longo da estrada

Se tivermos a chance de salvar a vida de alguém

Impedindo qualquer sofrimento ou dor

Estendendo a mão, ficando ao lado, ou mesmo indo embora

Ela não deve ser desperdiçada ou ignorada

Mais importante que deixar marcas boas numa amizade verdadeira

É não deixar inimigos ao longo de nossas conquistas

Por ação ou inércia…

Os amigos que conquistamos nessa vida

Sempre serão nossa defesa, sempre nos serão fiéis

O mesmo pode ser dito dos inimigos

Estes nos acompanharão de perto, à espreita

E num momento de fragilidade mostrarão suas garras

Que talvez tenhamos afiado ao longo do tempo

A semelhança entre amigos e inimigos é que sempre estarão por perto

Os objetivos é que são diferentes….

Alda M S Santos

Somos presente!

SOMOS PRESENTE!

O passado não muda, não volta

Todos sabemos!

Independente se foi florido ou esburacado

Se fomos felizes ou nem tanto

Se queremos esquecer ou voltar, reviver

Tanto faz! Ficou lá atrás!

Mas o modo de olhar para ele

Aquilo que ele deixou em nós, reciclado

A maneira que interfere no hoje

O jeito de nos mover ou de nos paralisar

As expectativas frustradas ou não que cria para o futuro

A maneira que o trabalhamos em nós faz toda diferença

No presente que abrimos todas as manhãs

No futuro que vislumbramos e aguardamos em expectativa a cada anoitecer

Nosso presente fica melhor e nosso futuro mais interessante

Quando fazemos as pazes com nosso passado

Não o esquecemos, não o ignoramos

Aprendemos com ele e somos gratos àquilo que nos tornou

Mas o deixamos onde deve ficar: guardado lá atrás

Somos presente!

Há sempre barcos indo, barcos chegando

Barco não nasceu para ficar atracado no porto.

Alda M S Santos

O mesmo jardim

O MESMO JARDIM

A escola passa, ficam os amigos

O trabalho passa, ficam os amigos

A família se modifica, constrói outros laços familiares, ficam os amigos

Infância, adolescência, vida adulta, tudo passa

Mas as relações ali cultivadas sob o adubo das afinidades

Enriquecidas com o húmus do respeito às diferenças

Fortalecidas nos momentos de sorriso ou mesmo de dor

Aquelas alimentadas com carinho, cuidado, bom humor

As regadas na fonte do amor diário

Essas são eternas…

Histórias que passam de vinte anos

Que brotam, minguam, rebrotam, geram mudas

Mesmo que busquem outros canteiros

Sempre farão parte do mesmo jardim

São espécies raras!

Somos abençoadas, somos amigas!

Alda M S Santos

Palhaços

PALHAÇOS

Palhaço não é só alegria, só sorrisos

Assim como médico não é só saúde e cura

Nem professor é só saber e ensinamentos

Palhaço, às vezes, é tristeza, amargura

Médico pode ser, na doença, apenas o remédio, o paliativo

Professor ser na ignorância a busca, leitura, aprendizado

O que os difere é a vontade de fazer diferente

É a coragem de não aceitar o “não” das desigualdades da vida

É buscar a saúde nas mais variadas formas de enfermidades

É buscar sabedoria nas mais diversas situações

É abrir um sorriso, ser e levar a alegria

Ainda que haja lágrimas e dor

Num mundo nem sempre colorido

Muitas vezes cinzento, sem saúde e sem saber

Pintar a cara, sorrir, querer aprender e ser a diferença …

Palhaço nem sempre está feliz

Mas palhaço é sempre carinho e alegria para quem vê

É aquele que leva, divide e multiplica o amor

Somos palhaços #carinhologossolidarios

Muito prazer!

Alda M S Santos

Trocas imperceptíveis

TROCAS IMPERCEPTÍVEIS

Tantas trocas quase imperceptíveis

Gentilezas por sorrisos, grosserias por afastamento

Doação por gratidão, negligência por saturação

Respeito por admiração, superioridade por antipatia

Sinceridade por empatia, abraços por beijos, doces por queijos

Interesse por aproximação, desrespeito por violência, mentira por desconfiança

Atenção por carinho, ingratidão por inimizades

Descuidos por tanto faz…

A vida nos devolve aquilo que oferecemos

Muitas vezes sequer percebemos

Atraímos o que emitimos

A reciprocidade advém da sintonia de pensamentos e ações

Sintonia é coisa de alma…

Alda M S Santos

Longe ou perto?

LONGE OU PERTO?

Longe ou perto é questão de perspectiva

Mais que um referencial em metros, é questão de sensações

Como saber se estamos longe ou perto Dele?

Estamos perto ou longe do que Ele nos ensinou?

Estar perto de Deus não é estar dentro de uma igreja

Nos sentimos perto quando estamos às voltas com quem amamos

Quando valorizamos o que recebemos, conquistamos e conservamos

Estamos perto quando construímos algo de bom

Para nós, para aqueles que têm menos que nós, que precisam

O peito fica, paradoxalmente, cheio e leve, tranquilo

Estamos longe quando destruímos o que Ele construiu

Em nossas vidas, nas vidas dos outros

Estamos longe quando nos omitimos…

Estamos perto, quando mesmo na solidão, nos conectamos com Ele

Podemos senti-lo na paz que reina em nosso coração

Estamos longe quando a sensação de culpa nos invade alertando para a proximidade do erro

Estamos longe quando nos afastamos de nós, envergonhados

Estamos perto quando podemos olhá-Lo nos olhos

Sem medos, nos arrepender e, com coragem, recomeçar…

Perto ou longe?

Alda M S Santos

Voluntário: uma ramificação do bem

VOLUNTÁRIO: UMA RAMIFICAÇÃO DO BEM

Pense em algo que dá trabalho

Aquilo que tira você da mesmice

Que te leva a lugares inimagináveis

Que te emociona e engrandece

Que mostra lados diversos da vida

Que te aperta o coração, faz chorar, faz sorrir

Acrescente alegria, satisfação, prazer

Junte trabalho manual, pedidos, orações

Perca a vergonha de pedir ajuda para ajudar os outros

Distribua carinho, abraços, beijos, doces palavras

Encontre amigos e pessoas afins

Doem -se! Sem cobranças!

Unam -se em prol de alguém

Não desanimem!

Nada esperem em troca!

Sejam gratos, nunca superiores!

Cada um de nós tem suas falhas e carências…

Acredite que um mundo melhor começa dentro de você

Nasce em sua alma e se ramifica nas almas alheias

E, quando menos esperar, perceberá reciprocidade

A mola propulsora de tudo que é bom!

Ao preencher o que “falta” nos outros

Preenchemos também muitos vácuos em nós…

Isso é trabalho voluntário!

Isso é trabalho de amor!

Assim somos #carinhologos!

Seja um ramo de amor, seja voluntário!

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: