CURAS

Como parte de qualquer cura

É preciso o desejo de curar-se

E o princípio básico do tratamento é identificar qual é o mal

Qual o vício, qual a fissura, a carência ou necessidade

Para qualquer doença há cura

Para cada mal, um modo de combatê-lo

Mas para todos eles é preciso querer, vontade de melhorar

Quer seja mal da mente, do corpo

Do coração ou da alma

Esteja em fase aguda da dor

Até mesmo se já se tornou mal crônico

Emplastros diversos para aquecer a pele

Relaxar a musculatura, aliviar pesos

Chás de folhas amargas

Abraços de pessoas doces, colinho

Fármacos variados, repouso absoluto

Atividade intensa, banho de sais ou de cachoeira

Chorar até se esvaziar, lavar a alma

Sorrir até a barriga doer, correr até se cansar

Viajar sem rumo, sem destino

Amar sem medidas…

O tempo?

Ele passa, mas esse movimento sozinho nada cura

Ele é apenas o fluido onde o mal se dissolve e se esvai

Sob a ação incessante do paciente e dos “medicamentos”

Quanto mais densa a dor, mais fluido exige…

Do que você precisa se curar?

Qual seu mal? Qual sua cura?

Alda M S Santos