ENQUANTO HOUVER AMOR

Enquanto houver um ser humano que se preocupa com o outro

Que cuida, que orienta, que alimenta

Não só o corpo, mas que nutre a alma

De pequenas gentilezas, daquele carinho sutil

Daquele interesse que demonstra bem-querer

Daquele olhar que entende o que se esconde atrás de um sorriso

Ou de um “tudo bem” de quem não está nada bem

Que aceita as diferenças do outro

Que ama exatamente as diferenças

Que abraça, sorri, chora junto

Mas principalmente, está junto

Aconteça o que acontecer…

Assim será Natal sempre!

Natal é isso: amor-família, amor-cuidado

Amor-simplicidade, amor que é prioridade

Amor-solidário, amor-fraterno

Em qualquer família que façamos parte

Para qualquer ser que aceitemos como família

Estaremos exercendo o amor do Pai

Aquele que Ele quer de nós

Todos os 365 dias do ano…

Gratidão sempre!

Alda M S Santos