UM BOM ROTEIRO, UM BOM FILME

Um filme, uma história, obra aberta

Aquela que tem princípio, meio e fim

Mas ainda desconhecidos pela grande “plateia”

Podemos nele agir, mudar o roteiro, editar

Assim é o filme de nossas vidas…

Não podemos apagar cenas já gravadas e “exibidas”

Essas sempre irão existir, boas ou más, com mocinhos ou vilões

Mas podemos inserir novos takes

Mudar a participação especial de alguns personagens

Aumentar ou diminuir a importância de coadjuvantes

Torná-lo uma obra mais romântica, menos dramática

Fugir de takes de polícia ou terror

Gravar mais comédia e ação para dar mais “vida” à história

Retirar o foco de personagens que têm apenas participação pequena e especial

Fazem parte de outro filme, outra história

Tudo pode ser feito nesse filme

Exceto, apagar cenas ou mudar o protagonista

Esse sempre seremos nós mesmos!

E o sucesso de bilheteria importa menos

Que o prazer do próprio autor em vivenciar essa história

Bom filme!

Alda M S Santos