EM CADA CORAÇÃO, UMA MANJEDOURA

Ele está nos asilos, nos dormitórios

Em cada semblante saudoso e olhar sofrido de um idoso

Ele está nos orfanatos, nos pequenos órfãos

Nos olhinhos brilhantes e esperançosos

Ele está nos hospitais, nos leitos

Na batalha daqueles cujo corpo luta pela vida

Ele está nos presídios, na revolta das celas

Onde a maldade e os erros reinaram e a esperança míngua

Ele está debaixo das marquises

Em meio aquela tranqueira dos moradores de rua

Como sempre, Ele está onde mais precisam Dele

Ele está onde há uma alma que luta pela vida

Ele está aqui e nem sempre é notado

Ele está onde sempre esteve: amparando e resgatando necessitados

“Ele está à porta de nosso coração e bate

Se abrirmos Ele entrará e ceará conosco”

É Natal!

Ele quer renascer em cada um de nós!

Onde quer que a gente esteja, estejamos como estiver

Que façamos de nossos corações sua manjedoura

E tudo poderá ser melhor!

Alda M S Santos