CAPITAL EMOCIONAL

Acumulo um capital sem igual

Um capital que não sofre os efeitos do mercado

Ou o sobe e desce da bolsa ou do dólar

Trabalho com capital emocional

Cuido para ele não ser corroído pelas lágrimas inflacionárias

Mantendo sempre que possível os sorrisos como capital de giro

Faço depósitos e retiradas constantes

Deposito alegrias, esperança, amor e fé

Retiro medos, traumas, angústias e mágoas

Pois eles são a ferrugem que corrói todo capital emocional

Protejo a emoção, invisto meus lucros em outros “bancos”

Atraio investimentos, ofereço segurança, cresço

E o retorno sempre vem, mesmo que deficitário, às vezes,

Há períodos de carestia, fases no vermelho, fluxo inconstante

Mas a balança ao final sempre é satisfatória

Trabalhar com capital emocional é trabalhar com vida!

Alda M S Santos