CACOS DE HISTÓRIAS

Tem histórias que são tão bonitas

Tão verdadeiras, tão intensas, tão profundas

Que até seus cacos são arredondados, não ferem

Acariciam…

Tem histórias que são tão tristes

Tão amedrontadoras, tão surreais

Que mesmo inteiras ferem, cortam, machucam, sangram

Agonizam…

Nosso trabalho é descartar os cacos

Ou ir aparando os mais pontiagudos para não sermos feridos de morte

Quando não for possível jogá-los no lixo…

Nossas vidas viram de uma página para outra

De um capítulo para outro

E vamos interagindo entre eles

Bem ou mal

Dando nosso melhor, leais, sinceros, verdadeiros

Até o epílogo…

Alda M S Santos