PESCADORES

Numa cena que mais parece um quadro

Céu, sol, serra, mata, água, bichos

Um caminho, ar puro, natureza

E um homem a pescar…

Será que ele percebe a grandiosidade da qual faz parte?

Ou concentra-se apenas em si

E no peixe que poderá vir a pescar?

Tem a visão do todo maravilhoso,

Ou basta sentir-se parte, ainda que não compreenda?

A mim, uma parte que observa,

Uma pescadora de momentos,

Surge o sentimento de estar inserida,

E do quanto sou privilegiada e insignificante,

Diante de tamanha grandeza. 

Alda M S Santos