À DERIVA

Diante da imensidão das águas,

De céu, de ar, de sol

À deriva…sozinhos,

Num pequeno barco a remo.

Poucas são as opções a seguir

Mergulhar na escuridão desconhecida das águas lá fora, 

Deixar-se aquecer ao sol, a admirar o céu, a seguir sem rumo,

À deriva,

Ou mergulhar na turbulenta nau interior, não menos escura e densa

Em busca de luz…

Alda M S Santos