MAR, RIO OU LAGO?

Pessoas mar, revoltas, sons inebriantes, agitadas, vão e vêm, marés que dão o incansável movimento da vida. Meio incertas do que querem, volúveis, sempre buscando algo novo. 

Pessoas rio, água corrente, cercadas de “mata”, protegidas, metas definidas, seguindo em frente, a despeito dos obstáculos que surgirem. Incansáveis, buscam o que querem com persistência e sabedoria.

Pessoas lago, calmas, serenas, paradas, aparente ausência de vida, mas é nas profundezas de suas águas que a vida acontece. Encontraram o que queriam ou, tranquilas, esperam que chegue até elas o que precisam.

Podemos ser mar, rio ou lago em diferentes fases da vida, ou uma leve misturinha deles todos, mas nossa essência é de um só e devemos nos respeitar. 

Todas, mar, rio ou lago, a seu modo, convidam ao mergulho.

Há nadadores para cada um deles, basta serem receptivos.

Alda M S Santos