ATÉ O INFINITO…

Seguir, sempre em frente.

Cabelos ao vento, trilha sonora.

Uma estrada longa que se descortina…

Habitada, desabitada, tanto faz!

Ora chuva, ora sol, ora frio, ora calor.

Estações sucedem-se lá fora, estações mexem aqui dentro

Ora lágrimas, ora sorrisos, ora descrença, ora esperança,

Até o infinito, onde quer que ele esteja. 

Tão longe lá fora ou tão perto(?) cá dentro…

Alda M S Santos