NOSSAS VERDADES

Vivo feliz só, sei me virar bem.

Não sou desse grupo, não faço parte, estou aqui por opção, não necessidade ou dependência.

Preciso estudar, sem estudo ninguém é nada.

Estou aqui aguardando só Ele me chamar.

Dizem idosas num asilo.

São mesmo verdades aquelas que acreditamos?

Ou apenas autodefesas? 

Quantas delas criamos para nos proteger? 

Quantas verdades não resistem ao primeiro aperto?

Quantas verdades nos “protegem” do amor? 

Quantas “verdades” mostram-se frágeis num simples bate-papo ou momento de carinho? 

Verdades não nos salvam, o amor nos salva! 

Alda M S Santos