AMOR- 365 mg
Apresentação: diversas formas humanas ou animais.
Via de administração: oral, nasal, auditiva, visual, tópica, mental.
Uso adulto e pediátrico: a partir da concepção.
Composição: amor em estado bruto, solúvel em sorrisos, saliva, braços, abraços e fluidos corporais.
Ações esperadas: : alívio dos sintomas associados à tristeza, isolamento, depressão, mau humor, apatia. Age bem entre seres de sexos e idades diferentes ou semelhantes.
Indicações: para o bem estar físico e emocional de todo ser vivo.
Interações medicamentosas: reage bem com quaisquer outros medicamentos, neutralizando ou sendo inerte a alguns e potencializando outros.
Super-dosagem: não há risco, pois o que se acumula é logo diluído, distribuído a outros, não havendo estocagem no organismo.
Posologia: uso contínuo e máximo pelas diversas vias de administração, independente da massa corpórea.
Crianças: todo o tempo
Adultos: sempre
Idosos: ininterruptamente
Reações adversas: euforia, sorrisos largos, cara de bobo, sensação de flutuar, aumento da frequência cardíaca, pulso acelerado, cabelos e pele brilhantes, imaginação solta, sono tranquilo, borboletas no estômago, pernas bambas, entre outras.
Interrupção do uso: pode causar crises de abstinência de leves a severas, corrigidas com
a retomada da medicação.
Uso durante a gravidez ou amamentação: benefícios potencializados para a mãe e o bebê.
Contraindicações: não foram verificadas.
Cuidados na administração: em casos de medos, traumas, fobias e depressão deve ser administrado em doses gradativas para evitar choques.
Precauções: o uso associado ao trabalho e operação de máquinas e veículos pode causar de leve a média distração.
Advertências: o uso causa extrema dependência e autoconfiança.
Usando corretamente e não desaparecendo os sintomas, certamente você está usando medicamento falsificado. Mude de laboratório!
Reg: Alda M S Santos-030517