PROPÓSITO DE UMA ROSA

Criada com um único propósito: encantar

Precisa exalar seu perfume, exibir sua cor,

Ser tocada com delicadeza nas pétalas macias,

Abrir-se para o sol, sorridente,

Receber candidamente as gotas de chuva,

Abraçar o orvalho que repousa suavemente em si,

Silenciosamente, absorver cada informação que recebe,

De borboletas, beija-flores, abelhas e insetos sedentos,

E transformá-las em beleza natural que se doa.

Espinhos? Apenas uma pequena defesa

Contra aqueles que querem arrancá-la de seu habitat.

Rosa é puro encantamento, pura poesia,

Que sintoniza com a poesia que há em nós.

Se não se atinge esse objetivo, murcha mais rápido,

Tem sua vida reduzida a meros dias que se sucedem,

Um após o outro, até cair a última pétala.

Qualquer semelhança com seres humanos…

Terá sido proposital!

Alda M S Santos