APENAS UMA GOTINHA

Somos apenas uma gotinha infinitesimal 

Em meio aos mais de sete bilhões de habitantes desse planeta.

Somos apenas mais um em meio a povos famintos de alimentos, de água, de saberes, de saúde.

Somos apenas mais um em meio a povos “evoluídos” intelectualmente, financeiramente, culturalmente…

Somos apenas mais um em meio a povos “religiosos” que se matam em nome de um Deus que acreditam obedecer.

De uma ponta a outra dessa Terra, podemos ser tão diferentes que nem pareceremos humanos uns perante os outros.

Mas uma coisa nos iguala: a necessidade de ser importante na vida de alguém.

Todos, todos nós buscamos isso, queremos isso, fazemos qualquer coisa por isso.

Passar por aqui e não ficar impresso na alma de alguém é ser finito.

Essa característica básica deveria ser capaz de nos aproximar mais uns dos outros, ao invés de nos afastar.

Selecionamos tanto, escolhemos tanto, afastamos muitos! 

Uma coisa é certa: não somos melhores que ninguém!

Apenas uma gotinha num vasto oceano.

Mas ser importante para alguém nos torna o próprio oceano.

Alda M S Santos