DEIXANDO BROTAR

De onde menos se espera surgem grandes coisas, improváveis…

Num corpo frágil e pequeno está o coração mais solidário e altruísta que existe: Madre Teresa de Calcutá.

De uma simples ostra surge uma peça dura, resistente e linda como a pérola.

Das mãos defeituosas de Aleijadinho surgiram as mais lindas obras e esculturas de imagens Cristãs.

Mesmo com sua surdez, Beethoven criou maravilhas musicais.

De mentes “débeis” na infância surgiram gênios, o maior físico existente: Einstein.

O maior genocida de todos os tempos: Hitler.

Da “guerra ” sem violência surgiu a luta pela desigualdade racial de Martin Luther King, Nobel da Paz. 

De uma simples manjedoura surgiu o Salvador do Mundo: Jesus.

Muitas são as histórias de luta, superação, vitórias e solidariedade pós decepções e limitações.

De toda dor, de toda lágrima, de toda dificuldade, de todo problema,

Algo sempre irá brotar, irá renascer, irá crescer.

Bom ou ruim, produtivo ou não…

Somos nós que decidimos o que fazer com elas.

Cuidemos do que andamos regando em nossas mentes, em nossos corações,

Plantando em nossa alma…

Alda M S Santos