NINHOS ABORTADOS? 

De gravetos em gravetos, galhos em galhos, folhas em folhas

Num local cuidadosamente estudado

Casaizinhos de pássaros formam seus ninhos

Revezando-se, cuidam e protegem suas crias dos invasores

Chocam os pequenos ovinhos.

Alimentam os pequenos filhotinhos 

Até que eles possam alçar o primeiro voo

E, independentes, recomecem o ciclo.

Sequer cogitam abortar os ovinhos

Interromper a “gestação” não se cogita: antinatural! 

O papai assume seu papel fundamental. 

Vida irracional que se mantém! Se renova!

Racionais precisando seguir o exemplo.

Privilegiados somos nós: podemos ter ninho, podemos ser ninho por tempo indeterminado…

Aproveitemos! 

 Alda M S Santos