SIMPLESMENTE

Eu queria ser…

Suave como o beijo do beija-flor

Natural como a cor de uma rosa

Potente como as águas de uma cachoeira

Eu queria ser…

Forte como o sol do meio-dia

Cálida como a luz do luar

Misteriosa como a escuridão da noite

Eu queria ser…

Brilhante e colorida como uma esmeralda

Paciente como a ostra que produz a pérola da própria dor.

Sábia como a natureza que sempre se renova

Eu queria ser…

Serena como o orvalho que brilha prateado

Confiante como as aves que se recolhem e esperam a tempestade passar

Amorosa o bastante para nunca duvidar do poder do amor…

Eu queria… simplesmente isso.

Mas Deus me fez 

Simplesmente eu…

Ora forte, ora frágil

Ora brilhante, ora fosca

Ora esperta, ora tosca

Ora amarga, ora doce

Ora segura, ora perdida

Ora fria, ora quente…

Sempre crente no hoje 

E num amanhã que virá sempre melhor 

Ele me fez assim,

Simplesmente…

E assim me ama. 

Sou grata! 

Alda M S Santos