CONSCIÊNCIA

Consciência: Firme ou flexível, nós a formamos ao longo da vida a partir de nosso ser social. Até que ambos estão tão misturados tão incutidos um no outro, que não sabemos mais quem comanda quem. 

Quanto mais maduros formos, mais a sentiremos falar conosco.

Nossos desejos, nossos anseios, nossos medos, nossos erros e acertos, tudo passa por ela. 

Prestamos contas, sem perceber, a vários seres sociais e segmentos nessa vida, mas somente a ela deveríamos fazê-lo. 

Somente nossa consciência pode nos orientar. Se ela doer, pesar, algo vai mal. Se estiver leve e pacífica, tudo vai bem.

Tentar enganá-la é perda de tempo. Até podemos enganar aos demais, mas a nossa consciência não somos capazes de fazê-lo. Cedo ou tarde ela dará o grito e nos trará de volta à realidade. 

Muitas vezes pode parecer que ela nos acovarda, que nos impede de agir.

Porém, nossa consciência é o que somos, é a voz de nossa alma. 

Ninguém é tão forte para suportar o peso de uma consciência pesada. 

Atingi-la é nos descaracterizarmos. 

Feri-la é nos ferirmos de morte. 

Nada reflete tanta beleza quanto uma consciência limpa e uma alma em paz. 

Precisamos delas leves e delicadas como uma flor! 

Alda M S Santos