NO ALVO
Em nossas vidas, sempre estamos em busca de algum objetivo.
Seja material, pessoal, profissional, espiritual ou amoroso…
Sempre temos um alvo no qual miramos nossas flechas.
Nossa capacidade de atingir as flechas nesse alvo vai depender de fatores diversos. Porém, nossa técnica vai sendo aprimorada ao longo desse esporte chamado vida. E passamos a acertar mais.
Aprendemos a nos posicionar melhor, a manter o equilíbrio, a esticar mais a corda, a manter a concentração e o foco, a calcular a interferência dos ventos, a regular a intensidade e potência dos disparos, dependendo de cada alvo e campo de tiro, a cuidar de nosso arco e flecha. Equipamento danificado não acerta o alvo tão facilmente.
Precisamos, acima de tudo, escolher melhor os alvos que iremos mirar e saber qual flecha usar para cada um.
Importante também é saber que todo o possível se faz antes do lançamento da flecha. Disparada, é torcer e aguardar. Se obtivermos êxito, ótimo. Caso contrário, novas flechas, novos alvos, novas posturas…
O esporte não termina porque uma ou duas flechas erraram o alvo. Talvez ele nem fosse tão interessante assim! E a experiência será válida para a próxima tentativa.
Lembremos disso quando não conseguirmos algo tão sonhado! Abandonar o esporte não é uma opção!
Alda M S Santos