CICLO VITAL

Somos todos nós, por força de nossa vontade

Ou à nossa revelia, partes dessa grande floresta da existência.

Somos sementeiras, quando plantamos e distribuímos nossas alegrias.

Somos água quando irrigamos a terra árida com carinhos e sorrisos.

Somos Sol quando levamos o brilho e calor do nosso amor.

Somos adubo quando enriquecemos a terra com boas palavras.

Somos chuva quando penetramos a terra com a profundidade da nossa fé.

Somos brisa que acalma e sombra que refresca no calor de nossos abraços.

Somos todos, tudo isso, quando nos abrimos para dar e receber.

Essa é a beleza da floresta: a troca.

E ela não seria tão bela se tivesse somente eucaliptos, carvalhos ou aroeiras.

Manter a riqueza dessa vida depende de todos nós!

Plantar, cuidar, curtir, colher, num ciclo eterno….

Alda M S Santos