POR QUEM CHORAS?

Por quem choras? Parece óbvio! Por mim, por minha dor, minha mágoa, minha decepção…Choro porque fui ferida, atingida, machucada.

Quem causa tais sofrimentos que nos levam às lágrimas?

Um filho que adoece, sofre ou demonstra ingratidão?

Um amigo que não liga, não questiona nossa tristeza, não nos sorri ou abraça?

Um cônjuge distraído, sem afeto ou carinho?

Os pais que não reconhecem nosso esforço?

Um irmão que não é próximo o bastante?

Um amor que não corresponde aos nossos anseios?

Qualquer um pode nos fazer sorrir. O sorriso é simples, espontâneo e natural. É democrático. Despertado por qualquer um e distribuído a todos, sem discriminação.

Já as lágrimas são seletivas. Somente quem nos atinge fundo a emoção é capaz de fazê-las cair.

Sorrir é maravilhoso, mas as lágrimas nos mostram a profundidade de nossas emoções e sentimentos mais acertadamente. Por mais dolorosas que sejam, evidenciam a intensidade do nosso viver.

Uma fugidinha ao passado nos mostrará que os momentos de lágrimas foram os mais intensos.

Se quisermos saber quais são ou foram as pessoas mais importantes de nossas vidas, basta lembrarmos daquelas pelas quais vertemos lágrimas.

O mais importante é que se elas são realmente essenciais em nossas vidas, as lágrimas vertidas por elas são produtivas, mas os sorrisos são puro êxtase!

Aproveitemos ambos quando se apresentarem.

Alda M S Santos