Busca

Saudade dolorida

SAUDADE DOLORIDA

Saudade dolorida, tão redundante!

Acaso existe saudade que não doa?

Há saudade energizante, saudade paralisante,

Saudade que tem pretensões de alegrar,

Suspiros, nostalgias, lágrimas…

Saudade do que não houve,

Tantas vezes nítida, outras nebulosa…

Mas saudade que não cause dores, não há!

Remetem a algo que não mais temos…

A algo que gostaríamos de resgatar.

A pior delas é a saudade de nós mesmos,

Aqueles que fomos outrora e não mais somos,

Não mais nos identificamos em nosso modo de ser,

De fazer, de agir, de querer, de se querer…

Olho em meus olhos, exploro-os, busco-me,

Saudades de mim…

Alda M S Santos

É preciso sorrir

É PRECISO SORRIR

Um sorriso opera milagres

Em quem sorri, em quem recebe o sorriso

Vi num outdoor, não lembro qual marca

“Vamos mudar o mundo: um sorriso de cada vez”!

Acho muito válido!

Mas o nosso precisa estar incluído

Como causa ou consequência! 

É preciso sorrir, para fazer sorrir os outros.

Alda M S Santos

#carinhologos

Âncoras

ÂNCORAS

Pessoas âncoras em nossas vidas podem ser várias… 

Aquelas que nos proporcionam equilíbrio, firmeza, segurança,

Quando nos sentimos perdidos em alto mar e buscamos tranquilidade e confiança.

Outras podem ser as âncoras que nos deixam para trás

Que nos impedem de prosseguir, nos atrasam, nos retêm no que nos faz mal, nos tiram a liberdade, 

Ancorados não é um bom modo de ficarmos!

Ancorados precisamos ficar por pouco tempo.

Bom mesmo é prosseguir viagem. 

Precisamos de âncoras,

Mas precisamos mais ainda quando usá-las e saber escolhê-las! 

Cuidemos, também, para sermos âncoras de segurança para quem amamos!

Alda M S Santos

Corações transparentes

CORAÇÕES TRANSPARENTES

Ser transparente é ser corajoso

É também ser acusado de tolo

Sempre tão aberto, tão claro, 

Não deixar dúvidas, doar-se…

Doar abraços, carinhos, colo

Proximidade, atenção,

Sentimentos, emoções…

É exaurir-se de tanta sinceridade e doação, 

Mas encher-se de tanta gratidão e prazer

Atrair sentimentos sinceros

Mas atrair também aproveitadores,

Aqueles acostumados à falsidade, 

Adeptos dos “joguinhos”. 

Amor bom é amor que não se esconde, 

Que se orgulha de aparecer.

Amor que a gente gosta é amor sincero

Amor que a gente precisa é amor transparente.

E isso não é ser tolo!

Isso é não perder tempo com o que não vale nosso tempo.

Alda M S Santos

Nossas caixas

NOSSAS CAIXAS

Construímos caixas ao longo de nossas vidas

E as deixamos guardadas em nós.

Umas ficam na mente, outras no coração, outras na alma.

Há pessoas que encaixamos facilmente nas caixas rígidas da mente,

Se não cabem, descartamos.

Outras, vão direto para a caixa do coração, mais maleáveis.

Às vezes deixam umas partes para o lado de fora,

Mas se a caixa não se mexe, ou se a pessoa não flexibiliza, 

Não cabem, não encaixam, vão embora, lamentavelmente. 

Agora, há aquelas pessoas que ficam,

E ajudam a construir uma caixa própria na alma.

Caixas da alma são construídas em conjunto, são personalizadas, 

Essas encontram morada eterna,

Uma caixa-ninho que aquece e protege

E que faz bem à morada e morador. 

Alda M S Santos 

Quero…

QUERO…
Quero…
Um cantinho agradável para eu ficar aboletada,
Um ninho quentinho onde eu possa ficar encolhidinha,
Um carinho que me faça sentir amada e segura,
Um amor amigo mais aconchegante que edredom no inverno,
Um ombro mais confortável que meu travesseiro,
A esperança de um amanhã sempre promissor,
Sobretudo, a certeza de um hoje em que eu faça tudo para ser e fazer feliz!
Alda M S Santos

Vidas em 4D

VIDAS EM 4D

Vida “normal” é aquela em que você

Vê, sente e vibra com o que se passa contigo:

Dor, alegria, ansiedade, tensão, medos, desejos…

Vida em 3D é aquela em que você vê e identifica

Mais profundamente o que o outro sente ou passa.

Vida em 4D é aquela em que você não só vê 

O que se passa com o outro,

Você sente junto, chora junto, ri junto, vibra junto,

Como se estivesse “na pele” do outro, em sincronia com ele,

Podendo, ou não, interferir, agir e ajudar.

Um mundo de vidas em 4D seria mais sensível e amoroso,

Ou só traria mais problemas insolúveis para cada um de nós?

Eis a questão! 

Alda M S Santos

Loucuras

LOUCURAS
Se pudesse, quem escolheria para levar consigo?
Ele, preterido, perguntou a ela antes de partir:
A loucura, a fé ou a liberdade?
O amor- ela respondeu convicta.
Não existe essa opção- retrucou, sempre racional.
Engana-se!
Amor é loucura, fé e liberdade.
Eu escolho o amor!
Ele, em meio a tanta razão, não entendeu,
E partiu…
Alda M S Santos

Convites

CONVITES

A vida nos manda vários convites

E tantas vezes declinamos sem sequer abrir o envelope.

É porque muitos convites vêm disfarçados de cobranças

De contas a pagar, de ônus antigos, de previsões ruins.

Nossos olhos viciados enxergam apenas o lado negativo

Não se habituaram a ver além do feio envelope.

Quantas coisas boas já ocorreram naquele ônibus lotado

Que insistimos em reclamar e dele fugir?

Quantas delícias não já aconteceram em dias chuvosos

E nublados que “amaldiçoamos”?

Quantas vezes aquela tempestade não trouxe em suas águas

Aquele tesouro sujo de barro que mudou nossa trajetória?

Quantas vezes aquela pessoa briguenta que “odiávamos”

Nos trouxe a maior de nossas alegrias?

Quantas vezes o feio não acabou se tornando

O mais lindo e maravilhoso espetáculo de nossas vidas?

Vamos acordar, abrir os envelopes da vida,

E parar de jogar no time adversário.

Alda M S Santos

3ª indicação: The Mistery Blogger Award

Agradeço a Clara Mendes do Psicologia e Algo mais pela indicação. Tão jovem e tão determinada e inteligente. Seu blog é um encanto! 

Como já tinha sido indicada outras duas vezes, já cumpri as regras, que podem ser conferidas no link abaixo:

https://vidaintensavida.wordpress.com/2017/06/18/indicacao-ao-the-mistery-blogger-award/

Mas não deixarei de responder as questões da Clara.

1- O que te encoraja a seguir com o blog?

O prazer intenso de escrever e ver tudo organizadinho no blog. E agradar a cada um que lê.

2- Qual a maior loucura que você cometeu por amar alguém?

São tantas! Amar em si já é uma loucura!

3- Um lugar que sonha conhecer com aquele alguém especial?

Nenhum lugar específico. Vale mais é a companhia.

4- Uma data. Por que essa?Adoro meu aniversário.

5- Uma banda/cantor/novela que marcou sua infância/adolescência?

RPM- Amava essa banda!

Mais uma vez, muito obrigada, Clara Mendes, inspirações mil para você!

Ventos

VENTOS

Brisa, ventinhos, ventanias, tempestades, tornados…

Alguns agradáveis como a brisa suave ou os ventinhos, 

Encantadores como as ventanias,

Toleráveis como as tempestades,

Assustadores e destruidores como os tornados…

Todos têm como base os ventos, 

A intensidade com que acontecem. 

Quase sempre temos que enfrentar todos eles em nossas vidas,

Podemos ser cada um deles em momentos diferentes! 

Há pessoas brisas, ventanias, tempestades e tornados.

Vamos aprendendo a identificar os sinais, os alertas,

Com os quais podemos lidar, 

E quando sair para o tempo e curtir, 

Ou nos fecharmos dentro de abrigos subterrâneos 

E aguardar nova calmaria.

A vida vai ensinando…entre sorrisos e lágrimas…

Alda M S Santos

Amigos especiais 

AMIGOS ESPECIAIS 

Qual o amigo mais sensível que temos?

Pelo nosso caminhar percebem nosso humor,

Pelas nossas poucas palavras sabem que precisamos de sossego,

Pelo nosso cheiro sabem que queremos colo,

Pelo nosso toque, ficam ao nosso lado,

Sabem que podem ficar ali, pertinho,

Que precisamos deles, mesmo em silêncio, 

Que isso quase sempre basta…

Tentam “conversar” conosco, dão umas lambidas, olham com carinho,

Se fossem humanos nos abraçariam…

E fariam tudo ficar bem!

Ou será que a humanidade os deturparia? 

Alda M S Santos

Há-braços

HÁ-BRAÇOS

Há-braços! Tem que haver, mas não só eles.

Tem gente que pensa que abraços são só braços!

Não é qualquer um que sabe abraçar!

Alguns abraços não passam de aperto de mão.

Aliás, muitos apertos de mão são mais sinceros.

Abraçar é enlaçar devagar, encostar, segurar um tempo

Normalmente acompanhado de palavras doces.

Tanto que não dá para abraçar qualquer um.

É preciso certa intimidade!

Mas se o abraço for mesmo perfeito,

Que conecta corpo e mente,

Daqueles que enlaçam os fios da alma,

Que se não curam, ao menos amenizam qualquer mal,

Palavras tornam-se dispensáveis…

Há-braços que parecem ter lábios, são melhores que beijos. 

Há-braços que parecem ter colo, tanto que acalentam.

Todos precisamos e merecemos um abraço assim.

Todos podemos dar um abraço assim.

Alda M S Santos

Amar é precisar! 

AMAR É PRECISAR

Amar é precisar, é também se sentir necessário.
Sem essa que é preciso ser completo para amar.

Por essa perspectiva, ninguém amaria,

Posto que ninguém nunca está completo!

Sempre há algo no outro que encaixa direitinho em nós, 

Ou seja, incompletos! 

É diferente de colocar no amor do outro

Toda a razão do nosso viver, da nossa felicidade.

Isso é dependência emocional patológica.

Amar é precisar do outro, sim.

É querê-lo perto, é necessitar de carinho,

É precisar de colo, é ansiar por um abraço,

É carecer de palavras de conforto, de intimidade,

É sentir ciúme, é brigar vez ou outra,

É gostar de caminhar lado a lado numa estradinha de terra ,

Ou em qualquer lugar, desde que juntos.

Amamos, precisamos, e precisamos ser necessários,

Caso contrário, podemos precisar,

Mas podemos “desprecisar” também,

Visto que amor bom é amor recíproco.

Alda M S Santos

Represas

REPRESAS

Somos uma grande represa!

Vamos acumulando em nós tudo que recebemos

Coisas maravilhosas, coisas boas e coisas ruins.

Elas entram, mas precisam sair.

O bom, porque não é justo ficar só para nós,

O ruim, nocivo, não é aconselhável que se guarde.

Fazer essa seleção exige habilidade.

Toda represa precisa de um vertedouro!

Há pessoas que possuem excelentes vertedouros:

Lazer, fé, leitura, amigos, amores…

Retribuem o que recebem de bom,

Não sem antes guardar um pouquinho na alma.

Assim, aquilo que vem de ruim, quase nunca entra,

E, se entrar, encontra processadores à altura,

Que logo neutralizam o negativo

Ou o revertem para o ambiente.

Represas sem vertedouros, ou que falham quando precisam, podem romper,

E causar sérios danos!

Alda M S Santos

2ª indicação ao The Mistery Blogger Award

Feliz da vida, recebi a 2ª indicação ao The Mistery Blooger Award.

Agradeço com carinho ao Café, Amor e Poesia. Um blog muito criativo e original, doce e recheado de amor, com gostinho de café.

Como já segui as regras em outra indicação, deixo aqui o link do post para acompanharem.

https://vidaintensavida.wordpress.com/2017/06/18/indicacao-ao-the-mistery-blogger-award/

Agradeço o carinho do Café, Amor e Poesia, responso as 5 perguntinhas dela.

 

1.Se pudesse viajar pra qualquer lugar do mundo,com direito apenas de ida,quem levaria junto?

R: A minha coragem. Só com muita para não escolher apenas um entre tantas pessoas queridas.

2.Costuma ficar em casa com roupas surradas?

R: Fico sempre de short e camiseta, quando não de pijaminha. Adoro! Surradas, não gosto.

3.Comeria algo que não gosta,só pra agradar a pessoa amada?

R:Sim. Com toda certeza. Pela pessoa amada vale qualquer negócio!

4.Qual a maior gafe que já cometeu?

R: Chamar uma mãe de aluno de vó. rsrs

5.Pra você felicidade é?

R: Estar em paz consigo mesma é a maior de todas as felicidades.

Indicação ao The Mistery Blogger Award

Olá!

É com alegria que comunico a vocês a indicação ao The Mistery Blogger Award.

Para quem escreve, ter reconhecimento de leitores é muito importante, mesmo que escreva por prazer, quase uma necessidade física e emocional.

Quem me indicou foi a sensível, intensa e romântica como eu, Lu Amorim, do Pecados de Annalu: https://luamorimblog.wordpress.com/ 

Seu blog é recheado de sensibilidade, humor, romantismo, criatividade e muita competência. Percebe-se muito bem a habilidade e o prazer de fazer o que faz. Por isso sou imensamente grata e feliz por ter se lembrado de mim entre tantos blogueiros de qualidade. Inspirações mil para você, AnnaLu!

Tal indicação pode ser conferida no link abaixo:

https://luamorimblog.wordpress.com/2017/06/16/pecados-de-annalu%E1%83%A6-indicado-ao-premio-mystery-blogger-award/ 

O ‘Mystery Blogger Award’ é um prêmio para blogueiros  ´que cativam, inspiram e motivam através de suas postagens criativas. São reconhecidos pela intensa dedicação em criar com versatilidade e amor o que escrevem.

cc

Quando o “ “Pecados de Annalu” indicou o Vida, Intensa vida!, ao prêmio, listou as seguintes regras:

  • Colocar o logo/imagem do prêmio no seu blog;
  • Listar as regras;
  • Agradecer a quem o nomeou e fornecer um link para seu blog;
  • Mencionar o criador do prêmio;
  • Conte a seus leitores três coisas sobre você;
  • Nomeie até dez pessoas;
  • Notificar os seus indicados comentando no seu blog;
  • Peça a seus candidatos que respondam cinco questões de sua escolha, perguntas estranhas ou engraçadas;
  • Compartilhe um link para sua melhor postagem.

Três coisas sobre mim;

1 – Possuo alguns vícios. Nada graves. Ler, escrever… Esses não são novidade para quem se propõe a manter um blog de prosa e poesia. Ouvir música, poesias cantadas, e dançar. Fazia caminhada e hidroginástica. Esse ano incluí yoga, pilates e musculação. Não tudo todos os dias. Adoro e preciso(indicação médica) me exercitar.

2– Gosto de exercitar a mente também. Aprecio demais conversar,  trocar ideias, dialogar, até mesmo “brigar” com pessoas inteligentes e queridas. É assim que a gente aprende e cresce.

3- Escrevi um livro estilo Bianca, Sabrina quando tinha 17 anos à mão e digitando numa Olivetti portátil. Foi lido por irmãs e amigas. A única cópia perdeu-se numa enchente na casa de meus pais.

Agora tenho que responder às perguntas indiscretas, rsrs, da AnnaLu. Vamos lá!

1- Que ato amoroso faz você se sentir melhor para vencer o dia?
R: Sendo um ato amoroso verdadeiro, um simples olhar de carinho me mantém animada para o dia todo.

2- Como surgiu o nome do seu blogue?
R: Eu já escrevia anteriormente uns diálogos “Entre Eles”, cujo título era Vida Intensa, devido a essa característica da minha personalidade. Achei que me identificaria bem.

3- Qual a situação mais constrangedora que você vivenciou?
Procurar um emprego de recepcionista num hotel famoso aos 18 anos e ser informada que a atividade incluía sexo. Extremamente envergonhada, viram que não seria meu perfil.

4- Você prefere fazer sexo com as luzes acesas ou apagadas? Por que?
R: Acho que isso não importa. O que vale é a sintonia e o amor entre os envolvidos, no claro ou no escuro.

5- Você tem alguma fantasia sexual? Qual?
R: Todos temos, mas perderiam a graça se compartilhadas com quem não estivesse envolvido.

Os 10 indicados:

1- escrever e sonhar

2- Panografias

3- Agora Babou

4- Compondo Pássaros e Silêncios

5-Poeta da Garrafa

6- poemas em preto e branco

7-Mariel Fernandes

8- Metafono

9-Raquel Núbia

10-alaincvb

Cinco perguntinhas que os indicados deverão responder:

 1- Mar, lago ou rio?

2- Qual a razão de sua existência?

3- Qual a característica que mais amaria encontrar numa pessoa?

4- Se tivesse que salvar uma única pessoa no mundo, exceto a si mesmo, quem você salvaria?

5- Amar é…

 E finalizo,  deixando AQUI  o link  do post que  é a postagem  que mais amei escrever. Muito difícil escolher entre um dos filhos. Amo a todos.

Espero que tenham gostado e que deem continuidade ao prêmio.

Beijos carinhosos,

Alda

Mãos que se dão

MÃOS QUE SE DÃO

Mãos: segunda parte do corpo a unir duas pessoas.

A primeira delas são os olhos.

Estes se encontram, se olham, se admiram, se atraem.

Logo as mãos se tocam.

Vejam uma criança que nos estende as mãozinhas, quanta pureza e entrega! 

Dar-se as mãos é sinal de afeto, de confiança,

Dar-se as mãos transmite segurança, apoio, carinho,

Dar-se as mãos é prenúncio de amizade.

Tantas vezes é tudo que precisamos! 

O calor que aquece devagarzinho, como num fogão à lenha…

Mãos que se tocam, comunicam-se entre si, 

Conectam mentes, corações e almas.

Mãos que se dão e que permanecem dadas, 

Ou se têm a intenção de assim ficarem,

São mãos que se amam, grudaram-se, 

E se elas se amam, as almas já foram tocadas… 

Alda M S Santos

Na madrugada

NA MADRUGADA

Na madrugada, todos dormem!

Silêncio, escuridão, solidão, 

Descanso, sono, sonhos…

Mentes que revivem, que criam,

Inconscientes que processam, que trabalham,

Situações-problemas a resolver, traumas a superar,

Medos a enfrentar, dores a curar, 

Amigos tornando-se inaceitáveis inimigos.

Desafetos a amenizar, afetos a valorizar,

Dúvidas a esclarecer.

Pesadelos: a mente que trabalha solitária…

Logo, algo de lindo irá brotar! 

Alda M S Santos

Presentes

PRESENTES

A vida pode nos entregar o mais maravilhoso dos presentes, 

Gratuitamente, todos os dias.

Em forma de natureza, de bicho, de gente, de amor…

Mas se não estivermos preparados para recebê-lo, 

Nossos olhos serão incapazes de identificá-lo,

Nossas mãos de tocá-lo, 

Nosso coração de senti-lo,

Nossa alma de absorvê-lo!

Alda M S Santos

Poesia em gotas

POESIA EM GOTAS

A poesia vem em gotas, o orvalho na rosa, um sol poente, a lua que ilumina o céu, as estrelas a piscar..

O amor vem em gotas, um olhar, um abraço, um beijo, o desejo que gruda, um cuidado, uma palavra doce, uma saudade…

De gota em gota se misturam e inundam o coração da gente

Já não sabemos o que é poesia

Já não identificamos o que é o amor…

Apenas os sentimos aquecer nosso corpo, irrigar nossa alma

E fazer cada gota de vida valer a pena…

Alda M S Santos

Um mais um é igual a dois

UM MAIS UM É IGUAL A DOIS

Há quem junte um mais um e forme três, 

São aqueles que ao se unirem formam uma terceira pessoa, completamente diferente, nem esse, nem aquele.

Há quem encontre resultado um,

São aqueles que se anulam pós-união, passam a “administração” de si mesmos a outro. Passa a existir um só ser em dois corpos.

Mas há quem encontre a soma dois,

São aqueles que se unem, absorvem o que há de melhor no outro, cedem a ele o que têm de mais valioso, mas continuam sendo individuais.

Coabitam, corpo e alma, agregam, acrescentam, se amam, mas continuam sendo individuais.

Continuam a existir, mesmo cedendo, mesmo abrindo mão, sendo cada vez maiores e melhores.

Só dá pra “dois serem uma só carne” se continuarem a existir como pessoas individuais que são e que nunca devem deixar de ser. 

Manter a individualidade sendo dual é um desafio constante ! 

Alda M S Santos

Certo ou errado?

CERTO OU ERRADO?

Transitamos entre o certo e o errado

Flertamos com o errado, amamos o certo.

Abrimos as porteiras de nossa alma.

Mas ninguém é certo todo o tempo

Ninguém é errado constantemente

E é errando que aprendemos a valorizar o certo

O certo ou errado para nós não é aquilo aplaudido pelos outros

O certo e o errado são as coisas aplaudidas pela nossa consciência. 

Aquelas que nos fazem estar bem conosco mesmos, ainda que os outros repudiem. 

Alda M S Santos

Anestesiados 

ANESTESIADOS

Estamos todos insensíveis,

Ou a sensibilidade mudou de cara?

Estamos todos inertes,

Ou nosso movimento é que é parado mesmo?

Estamos todos anestesiados por medo da dor,

Ou é pura covardia mesmo?

Estamos todos imunes à dor e sofrimento do outro,

Ou apenas estamos usando de autodefesa?

Seja como for, insensibilidade, inércia, imunização não são infalíveis!

Podem apenas mascarar um problema que cresce a despeito da analgesia.

Quando passar, chegará o momento da dor…

Quem estará preparado?

Alda M S Santos

Mar, rio ou lago?

MAR, RIO OU LAGO?

Pessoas mar, revoltas, sons inebriantes, agitadas, vão e vêm, marés que dão o incansável movimento da vida. Meio incertas do que querem, volúveis, sempre buscando algo novo. 

Pessoas rio, água corrente, cercadas de “mata”, protegidas, metas definidas, seguindo em frente, a despeito dos obstáculos que surgirem. Incansáveis, buscam o que querem com persistência e sabedoria.

Pessoas lago, calmas, serenas, paradas, aparente ausência de vida, mas é nas profundezas de suas águas que a vida acontece. Encontraram o que queriam ou, tranquilas, esperam que chegue até elas o que precisam.

Podemos ser mar, rio ou lago em diferentes fases da vida, ou uma leve misturinha deles todos, mas nossa essência é de um só e devemos nos respeitar. 

Todas, mar, rio ou lago, a seu modo, convidam ao mergulho.

Há nadadores para cada um deles, basta serem receptivos.

Alda M S Santos

Delicadeza

DELICADEZA

Aparência delicada, cores adoráveis

Pétalas macias, aroma inebriante, formas perfeitas e diversas.

Sensíveis ao toque, à voz, ao carinho, resposta imediata.

Sempre atraentes a toda criatura.

Resistentes a tempestades, a intempéries.

Parecem frágeis, mas enganam.

Como algumas pessoas…

Aparente delicadeza pode esconder força descomunal!

Recebem o que a natureza lhes oferece,

E retribuem em forma de beleza e encanto.

Alda M S Santos

Grudados

GRUDADOS

Sabem aquelas coisas ou pessoas que grudam em nós? 

Aquele chá quentinho de capim-cidreira que nos aquece e acalma? 

Aquele edredom com nosso cheiro que mais parece um pedaço de nós?

Aquela amiga cuja risada gostosa sentimos falta?

Aquele amor cujos ouvidos atentos e palavras de carinho não esquecemos? 

Aquele amigo que liga e oferece colo, mesmo de longe?

Parecem ocupar espaços em nossa mente, em nosso corpo,

Fazer parte de nossa pele, 

Ser parte de nossa essência. 

Parece uma vista do alto, onde tudo é uma coisa só! 

Aquilo que gruda em nós, passa a fazer parte de nossa “massa”, homogeneíza em nós,

Passa a agregar valores à nossa alma,

Não tem como desgrudar sem nos deixar com graves falhas, espaços ociosos, buracos,

E levar partes fundamentais com eles.

Funciona assim: grudou, tá grudado! Aceitar dói menos. 

Alda M S Santos

Sua ligação é muito importante para nós!

SUA LIGAÇÃO É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS!

Aqueles serviços dos quais precisa-se, liga-se e ouve-se aquela voz melodiosa (?) a dizer: “aguarde um momento, você será atendido em breve”.

E ouve-se toda a apresentação das inúmeras (des)vantagens da empresa em questão.

“Aguarde mais um momento, sua ligação é muito importante para nós”.

Até mesmo o cidadão premiado com a dose mais elevada da virtude da paciência a perde numa parte desse percurso.

Finalmente “atendidos”, não somos atendidos. Viramos uma bola jogada de ramal para ramal.

Quando temos outra opção de fornecedor do tal serviço, desligamos educadamente, ou não, dependendo do grau daquela virtude já citada, e os mandamos(…) procurar quem os queira! 

Na vida também é assim! Só se contenta com um amigo, um trabalho, um “amor” que não corresponde, quem não tem outra opção ou coragem para buscá-la.

Se a outra opção for ficar sem o serviço, aceita-se um serviço meia-boca.

Até o momento de poder dizer: Minha “ligação” e fidelidade aos seus serviços são muito importantes, é verdade, mas vocês não são mais dela merecedores.

A vida e a concorrência continuam para empresas e clientes, tendo eles aprendido ou não a lição. 

Alda M S Santos 

Efeito cascata

EFEITO CASCATA

Nada existe que produza efeito cascata maior que o amor-próprio!

O amor-próprio gera autoconfiança suficiente 

Para despertar o desejo de amar o próximo.

Não se doa o que não se tem!  

Esse amor ao outro cresce, se agiganta e extravasa.

Como dominó, todos tombam diante da força e leveza do amor recebido, do amor doado.

Como cascata, ele é lindo, crescente e encantador! 

Não foi por acaso que Ele disse ” ama a teu próximo como a si mesmo”. 

Quem tem juízo obedece! 

Alda M S Santos

Quando é amor

QUANDO É AMOR

Quando é amor, qualquer um nota.

Não precisa dizer “eu te amo” com palavras.

Quando é amor, os olhos brilham e falam,

Quando é amor, o sorriso se abre e “grita”,

Quando é amor, está escrito na testa,

Quando é amor, está desenhado no rosto caipira ou de palhaço,

Ou de ambos, ou de nenhum desses, 

Mas em qualquer cara de “bobo” que se apresente.

Quando é amor, todo o corpo diz, da cabeça aos pés.

Quando é amor, reflete, bate e volta feito bumerangue, 

E enche todos os seres da mais pura alegria!

Quando é amor, tudo vale a pena, ou melhor, o tinteiro todo! 

Alda M S Santos

#carinhologos

Rir ou chorar?

RIR OU CHORAR?

Qual a melhor canção, a que faz rir ou chorar?

Qual o melhor livro ou poema, o que faz rir ou chorar?

Qual o maior e mais sincero amigo, o que faz rir ou chorar?

Qual o maior e mais verdadeiro amor, o que faz rir ou chorar?

Sorriso e lágrimas são expressões de fortes emoções.

Se a emoção despertada for boa, não importa

Se é demonstrada por sorrisos ou lágrimas!

O que não vale são emoções mais ou menos

De sorrisos amarelos e lágrimas de crocodilo.

Viver é uma emoção forte e maravilhosa!

Ria, chore, mas viva!

Alda M S Santos

#carinhologos

5ª indicação The Versatile Blog Award

Agradeço com carinho a Milton César do blog Poemas em Preto e Branco pela indicação ao The Versatile Blogger Award. Tal blog é recheado de muita sensibilidade em forma de poemas. Habilidade que ele tem de sobra. Que você, Milton César, seja sempre premiado com muita inspiração. Abraços!

poemasempretoebranco.wordpress.com 

A indicação pode ser conferida no link abaixo:

https://wordpress.com/read/feeds/34433318/posts/1493867147

Fogo amigo

FOGO AMIGO

Numa guerra, fogo amigo é ser atingido por aliados.

Certamente, nunca proposital, ou não seriam aliados.

Nas guerras cotidianas, recebemos muito fogo amigo.

Pode ser despreparo, boa pontaria, proposital…

Fogo sempre dói, pode matar, não importa de onde venha.

Ao sermos atingidos, nem sempre conseguiremos avaliar a intenção do atirador.

Primeiro nos concentramos em nossa dor, em nossos ferimentos,

Só depois nos preocuparemos de onde vieram os projéteis e o porquê.

Ao “atirarmos” devemos sempre saber se o alvo é mesmo aquele,

Se a munição não atingirá órgãos vitais, se o fogo não é forte demais.

Bom mesmo é atirar amor, qualquer alvo é bom, amigo ou inimigo,

Nunca mata, sempre traz vida nova, e vida boa!

Alda M S Santos

Até o infinito

ATÉ O INFINITO…

Seguir, sempre em frente.

Cabelos ao vento, trilha sonora.

Uma estrada longa que se descortina…

Habitada, desabitada, tanto faz!

Ora chuva, ora sol, ora frio, ora calor.

Estações sucedem-se lá fora, estações mexem aqui dentro

Ora lágrimas, ora sorrisos, ora descrença, ora esperança,

Até o infinito, onde quer que ele esteja. 

Tão longe lá fora ou tão perto(?) cá dentro…

Alda M S Santos

Words

WORDS

Palavras…

Muitas são ditas, muitas mesmo!

Pensadas, impensadas, mal pensadas.

Amargas, raivosas, ciumentas, chorosas, cansativas,

Daquelas que a gente desliga a atenção.

Ou inspiradoras, imaginativas, inteligentes.

Sedutoras, pacíficas, amorosas, puro deleite!

Daquelas que a gente liga tudo, alta voltagem.

Como diz a belíssima canção do Bee Gees:

São apenas palavras, e palavras são tudo

Que eu tenho pra ganhar seu coração!

E viva o amor!

Alda M S Santos

Dia dos Namorados: Troca-se! 

DIA DOS NAMORADOS: TROCA-SE! 

Troca-se um jantar romântico do dia dos namorados por um lanche juntinho todas as noites.

Troca-se um bouquet de rosas vermelhas por um beijo gostoso todas as manhãs.

Troca-se uma joia cara por um abraço bem apertado e cheiroso a qualquer hora.

Troca-se uma ida ao cinema por um cineminha no tapete da sala quase todas as noites.

Troca-se uma bebida cara num restaurante fino por um vinho tinto na mesa da sala ou na cama.

Troca-se uma noite numa boate por um diálogo a dois na rede. 

Troca-se a esticadinha num motel 5 estrelas por um passeio ao luar, diante de zilhões de estrelas, amando na relva.

Troca-se um eu te amo dito por um eu te amo demonstrado todos os dias…

Preferível é ter tudo isso! 

Se não for possível, troca-se de namorado! 

Alda M S Santos

NAMORO OU AMIZADE?

Hoje é “dia” dos namorados.

Todos os dias são dias dos amigos e amigas.

O que difere namorados de amigos e amigas?

O carinho e cuidado que se tem?

A vontade de estar juntos sempre? 

Ciúmes, companheirismo, parceria?

Confiança, segurança, trocas?

Admiração, respeito, amor incondicional?

Até aqui parecem muito parecidos amigos e namorados. 

Poderão me alertar:

No namoro há paixão, desejo, sexo. Namoro é mais. 

Já a amizade é democrática, permite outros amigos! 

Qual deles seria mais valioso?

O namoro possui adicionais importantes, mas passa na frente apenas se carregar consigo a amizade.

Paixão, desejo e sexo são complicadores, pois são finitos, reduzem com o tempo, geram desentendimentos. 

A amizade tem a leveza de tudo aumentar com o tempo.

Um namorado e namorada precisam ter consigo todos os ingredientes de uma boa amizade.

Bom mesmo é ter um amor que seja amigo, um amigo que seja um amor! 

Feliz dia dos amores/amigos e dos amigos/amores a todos! 

Alda M S Santos

Chorar para quê? 

CHORAR PARA QUÊ? 

Choro de tristeza, choro de alegria

Choro de dor, choro de prazer

Choro de decepção, choro de raiva

Choro de medo, choro de susto

Choro de solidão, choro de saudade

Choro de expectativas frustradas, choro de mágoas acumuladas

Choro de admiração diante da beleza, 

Choro de amor debaixo do cobertor.

Choro sem porquê, choro porque sim! 

E porque choro alivio a pressão

Aliviando a pressão, cabem mais coisas dentro de mim

Preferencialmente, sorrisos…

Alda M S Santos

3ª e 4ª indicação para The Versatile Blogger Award

Imensamente feliz e valorizada!

Aos amigos, abaixo citados, minha admiração, respeito pelo trabalho e inspiração renovada.

Abraços,

Alda.

*Sandro Ernesto

panografias.com.br/indicacao-the-versatile-blogger-award-2/

*Aderito Mepo

mepocaliheriaaderito.wordpress.com/2017/06/09/indicacao-the-versatil-blogger-award/

Hoje é dia de amar

HOJE É DIA DE AMAR

Há dias que são “criados” com o intuito de homenagear

Dia das mães, dos pais, das crianças, da mulher,

Dia dos namorados…e por aí vai.

Movimentam o comércio de todo tipo.

Quem tem ou é mãe, pai, criança, mulher, namorado

Nem sempre se sente homenageado ou valorizado

Porque a valorização é coisa do dia-a-dia, não de uma data estipulada.

Muitos sorrisos amarelos, muitos “obrigada”, “não precisava”…

Daqueles que não atingem o coração,

Simplesmente porque são pontuais, de um dia só.

E quem não tem ou não é mãe, pai, namorado

Sente-se à parte, triste, errado, abandonado, imperfeito.

E há os que fingem não se importar, alheios, mergulham em si mesmos.

Quero que todos os dias sejam especiais

Para mães, pais, mulheres, crianças, namorados…

Ou para quem não é nada disso também!

Quero um amor verdadeiro e demonstrado para todos sempre!

Hoje, e todos os outros dias, é dia do amor, seja ele qual for.

Alda M S Santos

#carinhologos

De onde vem?

DE ONDE VEM?

De onde vem o sorriso que te ilumina o rosto?

De onde vêm as lágrimas que te fazem mais humano?

De onde vem a força que brota do seu interior?

De onde vem a fragilidade que te imobiliza e te engrandece?

De onde vem a necessidade não identificada?

De onde vem a capacidade de renovação?

De onde vem a fé em coisas impossíveis?

De onde vem a esperança em dias melhores?

De onde vêm tantos sonhos?

De onde vem a vontade de realizar cada um deles?

De onde vem?

Descubra, vá pra lá, grude e não largue nunca mais!

Alda M S Santos

#carinhologos

Toque de amor

TOQUE DE AMOR

Amor verdadeiro, amor real, 

Amor presença, amor presente

Amor além de qualquer sonho, amor que se doa…

Amor de pertinho, amor que se pega

Nos braços, nos laços, nos enlaces.

Amor de abraços, de beijos, de carinhos, de sensações.

Amor de trocas, de afetos, amor gratuito.

Amor de força, de fragilidade, de entendimento, 

Amor colo, que dá, que recebe. 

Amor segurança, amor de olhares, de palavras,

Amor de histórias partilhadas, amor de segredos. 

Amor que não se explica, amor que se sente.

Amor que toca:

O corpo, o coração, a alma.

Amor que se toca, 

E sabe que amor mesmo se mantém e se renova

Na presença, em cada gesto,

Em cada toque de amor. 

Alda M S Santos 

#carinhologos

AMOR SEMPRE CONVÉM!

“Há muito tempo eu não dançava.

Você alegrou o meu dia!

Só seria melhor se eu enxergasse…

Muito obrigada, palhacinha”!

Não importa de onde vem

Se é amor, sempre convém!

Não há nada que pague ou apague.

Nada que substitua, nada!

Alda M S Santos

#carinhologos

Namorados insubstituíveis

NAMORADOS INSUBSTITUÍVEIS

Alguns dizem repetidamente a um certo alguém, algo que soa como ameaça: “você é minha vida, não vivo sem você”! 

Outros, felizes, alardeiam o fato de serem insubstituíveis para alguém. 

Somos seres únicos, nesse aspecto somos todos insubstituíveis.

Deixando de existir, fim por aqui!

Porém, elevar alguém a tal patamar em nossas vidas é algo complicado. 

Querer ser insubstituível na vida de alguém, idem.

Ter alguém insubstituível, sem o qual não vivemos, é colocar na conta do outro dívidas que são nossas. 

Ser insubstituível para alguém é carregar conosco o peso da vida do outro. 

Devemos almejar ser insubstituíveis apenas para nós mesmos.

Se pudermos arcar com nossos ônus e bônus, sorrisos e lágrimas, vitórias e derrotas, teremos feito bastante.

E isso não é egoísmo, 

É dar conta de algo que é só nosso e não deve ser delegado a outros: 

Nossa vida! 

Alda M S Santos

Enamorar-se

ENAMORAR-SE

Enamorar-se quer dizer apaixonar-se, encantar-se ,

Algo sempre visto como positivo

Ainda que “encantado” seja alguém sob efeito de feitiço ou sortilégio, fora do real. 

Mas ninguém se importa…

Namorar é desejar, é participar, é querer estar junto…

“Namorar” pode ser fazer amor, mas, principalmente, é fazer do amor a mola da vida.

Ser namorado é bom, estar apaixonado é maravilhoso!

Novos olhares, novas sensações, boas expectativas…

Se elas se concretizam, perduram, tudo é belo, colorido e brilhante!

Bom mesmo é ser namorado por toda a vida…

Alda M S Santos 

Cheios de faltas

CHEIOS DE FALTAS

Tantas vezes parecemos cheios, repletos, transbordantes.
Mas podemos estar cheios de faltas, de vazios.

Sorrisos, aparentemente abertos, dentes à mostra. 

Podemos estar apenas tentando manter o equilíbrio, sem importar como.  

Ausências ocupam tanto espaço que enganam, como o ar em um balão,

E impedem algo mais produtivo de chegar.

Desocupar espaços ociosos ou pseudo-ocupados,

Tarefa tão árdua quanto necessária!

Alda M S Santos

Amadurecer

AMADURECER

Envelhecer é sentir que o tempo que resta é pouco

Para o tamanho dos sonhos que se quer realizar.

Amadurecer é sonhar todos os sonhos possíveis,

E notar que o tempo se faz ao realizar cada um deles…

Alda M S Santos

O lado escuro da noite

O LADO ESCURO DA NOITE
O lado mais escuro da noite não está lá fora
Ele fica dentro da gente, na nossa inconsciência.
É escuro quando a gente entra sem querer
É perigoso e triste quando não conseguimos sair.
Tudo é sombrio, atemorizante, aterrador…
Mesmo assim a gente luta, a gente enfrenta,
A gente não se acovarda, corre se precisar,
Foge se acreditar que é a melhor saída.
Amigos viram inimigos, cruéis, incapazes de ajudar,
Inimigos tornam-se piores ainda.
O real não existe, o irreal toma conta, lágrimas, idem.
Até que a luz retorna, a consciência volta, o fôlego também.
Até a próxima noite escura…
Até quando?
Alda M S Santos

Convívios

CONVÍVIOS

Uma vez ouvi uma pessoa dizer “melhor amar de longe que brigar de perto”. 

Na época, isso me pareceu muito frio e cruel.

Quem é que amando poderia querer o ser amado longe?

Quem é que amando poderia brigar tanto assim?

Quem é que amando preferiria manter longe os abraços, os beijos, o contato, os carinhos? 

Quem é que amando não seria capaz de viver em paz em nome desse amor?

Hoje parece-me uma decisão sábia: se o convívio revela-se problemático bastante para dificultá-lo, uma certa distância seria bem vinda.

Muitas vezes é difícil suportar a pressão do convívio, os defeitos que se acentuam de perto, as impaciências, o olhar de desagrado.

Porém, há que se analisar as causas desses problemas e vencê-los. 

Natural é amar de pertinho, coladinho, sentindo o cheiro, o calor, o colo, a doçura das palavras, até mesmo as rabugices ou implicâncias. 

Quem ama de verdade não ama por partes, ama o conjunto todo.

Quero todos que amo bem pertinho de mim, florindo meu viver…

Alda M S Santos

Se eu nascesse de novo

SE EU NASCESSE DE NOVO

Se eu nascesse de novo, o que gostaria que fosse diferente?
Talvez não ter nascido no Brasil, terceiro mundo, corrupção…

Ter a beleza da Penélope Cruz, a fama da Júlia Roberts?

Ser a amada do Antônio Banderas ou casada com Denzel Washington?

Ser dona da fortuna do Bill Gates?

Loucuras à parte, conformo-me com meu tipo físico, minha “pobreza”,

Meu país, meu anonimato, minha profissão, minha família, minha vida…

Mas eu bem que poderia nascer com desejo menor de me envolver nas coisas alheias!

Se fosse difícil, que eu pudesse mesmo ter a capacidade de ajudá-las, não atrapalhar a elas ou a mim mesma.

Na impossibilidade, que eu ao menos não me importasse ou me frustrasse tanto.

Ou, ao contrário, que me importasse tanto, tanto para me tornar uma Madre Teresa de Calcutá!

Já que nada disso é possível, um pouquinho de (in)sanidade agora não me faria mal.

Alda M S Santos

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: